FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 19 Mai 2017

Rally de Portugal: Comentários dos pilotos sobre a especial de Viana do Castelo

SS5 VIANA DO CASTELO 2 (19 maio 2017) Carro nº 1, Ogier/Ingrassia “Os pneus não estiveram mal. O carro esteve bastante instável na parte final […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

SS5 VIANA DO CASTELO 2 (19 maio 2017)

Carro nº 1, Ogier/Ingrassia
“Os pneus não estiveram mal. O carro esteve bastante instável na parte final da classificativa. Espero que isso tenha sido motivado pelos pneus e não por qualquer outra coisa”.

Carro nº 2, Tanak/Molder
“Foi bastante difícil. Alterei as trajetórias várias vezes no início, para os pneus duros trabalharem”.

Carro nº 3, Evans/Barritt
“Nós tentámos, mas fomos muito agressivos com os pneus e em algumas zonas a aderência variava bastante. Tenho a certeza que vai haver diferenças de tempos estranhas”.

Carro nº 4, Paddon/Marshall
“Esta tarde continua a ser difícil, mas julgo que fizemos a opção certa a nível da escolha de pneus. Na assistência, ao fim da manhã, mudámos o diferencial e a suspensão e agora parece-me que está tudo a funcionar bem ”.

Carro nº 5, Neuville/Gilsoul
“Vim bem, mas a visibilidade era muito má. Fiz uma boa classificativa, mas talvez não o suficiente. Tentei fazer a melhor escolha”.

Carro nº 6, Sordo/Marti
“Estou com pneus macios e tenho de ser cauteloso, pois temho apenas um de mistura dura. O comportamento do carro melhorou com as alterações que foram feitas na traseira a nível de afinação”.

Carro nº 7, Meeke/Nagle
“Deveu-se tudo à escolha de pneus. Veremos como conseguirei geri-la. Tenho dois sobressalentes e a questão do peso não nos preocupou. Creio que fiz a melhor escolha para poder tê-los”.

Carro nº 8, Breen/Martin
“Tenho um pneu duro na traseira direita e dois sobressalentes que servem de lastro. Cada quilo faz a diferença nestas classificativas”.

Carro nº 9, Lefebvre/Moreau
“Em algumas curvas o carro revelava-se subvirador e por isso tive que trabalhar no duro. Estou satisfeito por me encontrar aqui, depois da equipa ter feito um excelente trabalho na assistência, na sequência do meu acidente de manhã”.

Carro nº 10, Latvala/Anttila
“Esta parte da seção tem o piso muito abrasivo. Tentei tornar as coisas fáceis para não degradar os pneus e tive boas sensações em relação a isso”.

Carro nº 11, Hanninen/Lindstrom
“Em algumas zonas o piso estava duro e havia trilhos. Não estou muito seguro quanto à opção dos pneus, mas tentei poupá-los um pouco”.

Carro nº 14, Ostberg/Floene
“Tivemos um furo lento e depois andámos um quilómetro em cima da jante. Pensei que chegaríamos ao fim, mas ela partiu e foi necessário pararmos para substituir o pneu”.

SS5 VIANA DO CASTELO 2

Carro nº 1, Ogier/Ingrassia
“Os pneus não estiveram mal. O carro esteve bastante instável na parte final da classificativa. Espero que isso tenha sido motivado pelos pneus e não por qualquer outra coisa”.

Carro nº 2, Tanak/Molder
“Foi bastante difícil. Alterei as trajetórias várias vezes no início, para os pneus duros trabalharem”.

Carro nº 3, Evans/Barritt
“Nós tentámos, mas fomos muito agressivos com os pneus e em algumas zonas a aderência variava bastante. Tenho a certeza que vai haver diferenças de tempos estranhas”.

Carro nº 4, Paddon/Marshall
“Esta tarde continua a ser difícil, mas julgo que fizemos a opção certa a nível da escolha de pneus. Na assistência, ao fim da manhã, mudámos o diferencial e a suspensão e agora parece-me que está tudo a funcionar bem ”.

Carro nº 5, Neuville/Gilsoul
“Vim bem, mas a visibilidade era muito má. Fiz uma boa classificativa, mas talvez não o suficiente. Tentei fazer a melhor escolha”.

Carro nº 6, Sordo/Marti
“Estou com pneus macios e tenho de ser cauteloso, pois temho apenas um de mistura dura. O comportamento do carro melhorou com as alterações que foram feitas na traseira a nível de afinação”.

Carro nº 7, Meeke/Nagle
“Deveu-se tudo à escolha de pneus. Veremos como conseguirei geri-la. Tenho dois sobressalentes e a questão do peso não nos preocupou. Creio que fiz a melhor escolha para poder tê-los”.

Carro nº 8, Breen/Martin
“Tenho um pneu duro na traseira direita e dois sobressalentes que servem de lastro. Cada quilo faz a diferença nestas classificativas”.

Carro nº 9, Lefebvre/Moreau
“Em algumas curvas o carro revelava-se subvirador e por isso tive que trabalhar no duro. Estou satisfeito por me encontrar aqui, depois da equipa ter feito um excelente trabalho na assistência, na sequência do meu acidente de manhã”.

Carro nº 10, Latvala/Anttila
“Esta parte da seção tem o piso muito abrasivo. Tentei tornar as coisas fáceis para não degradar os pneus e tive boas sensações em relação a isso”.

Carro nº 11, Hanninen/Lindstrom
“Em algumas zonas o piso estava duro e havia trilhos. Não estou muito seguro quanto à opção dos pneus, mas tentei poupá-los um pouco”.

Carro nº 14, Ostberg/Floene
“Tivemos um furo lento e depois andámos um quilómetro em cima da jante. Pensei que chegaríamos ao fim, mas ela partiu e foi necessário pararmos para substituir o pneu”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts