FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 27 Nov 2017

Ordem dos Contabilistas Certificados vai a votos e cabeça-de-lista por Viana quer organizar “avalanche” de 70 mil profissionais

No dia 20 de dezembro a Ordem dos Contabilistas Certificados – OCC vai a votos para eleger o novo bastonário e Domingos Queirós Martins, cabeça-de-lista […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

No dia 20 de dezembro a Ordem dos Contabilistas Certificados – OCC vai a votos para eleger o novo bastonário e Domingos Queirós Martins, cabeça-de-lista da lista C por Viana do Castelo, garante que a prioridade é organizar a “avalanche enorme” de 70 mil profissionais certificados existente a nível nacional, embora apenas metade exerça. Só no distrito de Viana do Castelo existem 1.250 contabilistas certificados, ainda que 25% deste número não exerça a profissão, revela.

O Circulo Eleitoral do Distrito de Viana do Castelo, no próximo dia 20 de dezembro, terá pela primeira vez na capital de distrito uma Assembleia de Voto, para que todos os contabilistas certificados possam exercer o direito de voto, tanto para os Órgãos Nacionais (Bastonário/Conselho Diretivo, Conselho Jurisdicional e Conselho Fiscal) como para eleger dois Contabilistas Certificados para a Assembleia de Representantes, sendo que este órgão no novo Estatuto vem substituir a Assembleia Geral.

A lista C diz querer “honrar o passado, construir o futuro” e é uma das três listas existentes por Viana. Os candidatos da Lista C ao Círculo Eleitoral do distrito de Viana do Castelo à Assembleia de Representantes são Domingos de Queiroz Martins (CC 2596), Mariline Torres Pereira da Costa (CC 30964), António de Amorim Malheiro (CC 1056) e Nuno Luís Martins de Figueiredo (CC 81485). Domingos Queirós Martins diz que serão “os vigilantes e representantes do distrito” e querem “aproximar todos os membros da Ordem”.

A lista C garante querer “garantir que a ordem dos contabilistas certificados não venha a ser orientada por interesses alheios à profissão”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts