FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Jan 2018

Diocese de Viana faz 40 anos e celebra com transladação dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas

A vinda dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas para a Sé Catedral de Viana do Castelo faz parte das comemorações dos 40 anos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A vinda dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas para a Sé Catedral de Viana do Castelo faz parte das comemorações dos 40 anos da Diocese de Viana e “será uma celebração festiva, um dia de festa e de alegria para a diocese porque há exatamente quarenta anos, no dia da Epifania do Senhor, a 08 de janeiro, a diocese recebeu D. Júlio como primeiro bispo e agora, passados quarenta anos, recebe também em festa os seus restos mortais”, como assegurou o padre Renato Oliveira.

Este domingo, pelas 15h30, a Igreja Matriz, também conhecida por Sé Catedral de Viana do Castelo, acolhe a transladação dos restos mortais de D. Júlio Tavares Rebimbas, numa cerimónia que contará com a presença de diversos bispos de Portugal e da Galiza e de várias autoridades civis. Os seus restos mortais, que serão transladados para Viana, encontram-se atualmente na terra de origem do bispo – Bunheiro.

Júlio D. Júlio Tavares Rebimbas nasceu na freguesia de S. Mateus de Bunheiro, concelho da Murtosa, a esse tempo Diocese do Porto, em 21 de janeiro de 1922. Foi ordenado Presbítero pelo Arcebispo-Bispo de Aveiro, D. João Evangelista de Lima Vidal, em 29 de junho de 1945, em Pardilhó. Em 1946, foi nomeado Pároco de Avelãs de Cima e Avelãs de Caminho, em Anadia. Em 21 de outubro de 1949, tornou-se Pároco de Ílhavo. Em 1959, foi nomeado Vigário Geral da Diocese de Aveiro. No mesmo ano, foi nomeado Monsenhor pelo Papa João XXIII.

Em 27 de setembro de 1965, foi eleito, por Paulo VI, Bispo do Algarve, tendo tomado parte na última sessão do Concílio Ecuménico Vaticano II. A 26 de dezembro do mesmo ano, foi ordenado Bispo, no Estádio Municipal de Ílhavo. Em fins de janeiro de 1966, tomou posse da Diocese do Algarve. Em 3 de novembro de 1977, foi escolhido pelo Santo Padre Paulo VI para primeiro Bispo da Diocese de Viana do Castelo, criada na mesma data, tomando posse no dia 8 de janeiro do ano seguinte, Solenidade da Epifania do Senhor.

Em 12 de fevereiro de 1982, foi nomeado Bispo do Porto. No dia 31 de junho de 1997, com a nomeação de D. Armindo Lopes Coelho para Bispo do Porto, foi aceite a sua resignação como Bispo do Porto. Faleceu no dia 6 de dezembro de 2010, na Casa de Saúde da Boavista.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts