Rui Sousa recebeu do Ministro com tutela do desporto “Prémio Homenagem” do município de Viana do Castelo | Rádio Geice
FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Categoria

26 Jan 2018

Rui Sousa recebeu do Ministro com tutela do desporto “Prémio Homenagem” do município de Viana do Castelo

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
Foi das mãos de Tiago Brandão Rodrigues, Ministro das Educação com a tutela do Desporto e Juventude, que Rui Sousa recebeu, esta sexta-feira à noite, […]

Foi das mãos de Tiago Brandão Rodrigues, Ministro das Educação com a tutela do Desporto e Juventude, que Rui Sousa recebeu, esta sexta-feira à noite, um prémio de homenagem por uma carreira de duas décadas de ciclismo.

O ex-ciclista Rui Sousa foi agraciado com o “Prémio Homenagem do Município” na II Gala do Desporto promovida pelo município de Viana do Castelo. O prémio visava distinguir uma carreira desportiva e foi entregue a um dos desportistas mais acarinhados a nível nacional, natural e residente em Barroselas, e que deixou o ciclismo em agosto do ano passado.

No discurso oficial, Rui Sousa referiu a “muita honra” sentida, indicando que “é com enorme satisfação que recebo este prémio”. “Este prémio não é meu, é de todos os que estiveram ao meu lado ao longo destes 20 anos”, referiu, dizendo que, apesar de nunca ter ganho a Volta a Portugal, esteve 5 vezes no pódio. Aos atletas vianenses, deixou a mensagem de incentivo: “Nunca deixem de lutar pelos vossos sonhos”.

José Maria Costa, presidente da Câmara de Viana, distinguiu a Gala como uma “festa do desporto, do esforço e da dedicação dos jovens”, indicando que nos 98 galardoados da noite, “mais de metade pertence a modalidades ligadas aos desportos náuticos”.

Rui Sousa tem 41 anos, foi eleito em outubro passado para o segundo mandato à frente da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, mas ficou na história do ciclismo português depois de duas décadas de carreira. Recorde-se que foi em agosto de 2017 que o atleta profissional se despediu do ciclismo, envergando a camisola do RP-Boavista. Começou a pedalar aos 12 anos de idade e despediu-se na última Volta a Portugal, referindo o desejo de ser recordado pela entrega e profissionalismo com que marcou os 20 anos de ciclismo.

Ao longo da carreira, Rui Sousa passou pelo Porta da Ravessa (1998-2001), Milaneza-Maia (2002-2004), Liberty Seguros (2005-2009), na Barbot (2010-2013) e terminou na Rádio Popular-Boavista, onde esteve três anos, de 2014 a 2017. No dia em que anunciou o fim da carreira, deixou uma mensagem de agradecimento: ”Quero agradecer a todas as equipas por onde passei, a todos os colegas que tive. Queria pedir desculpa a todas aquelas pessoas com quem não fui correto na minha carreira, independentemente de ter razão ou não. Nesta modalidade, quase não tenho inimigos – posso ter uma pessoa ou outra. Até ao dia de hoje, continuo a ser um atleta respeitado pelos adversários. Noto que as pessoas gostam de mim e penso que isso tem a ver com a minha postura em corrida. Sempre soube, nos momentos bons ou menos bons, dizer que não venci, porque não fui o mais forte”.

 

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal