FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 22 Fev 2018

Ciclo de jazz com 4 concertos decorre em Ponte de Lima esta sexta e sábado

A partir das 21h30 de sexta e sábado, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta um ciclo de jazz com quatro concertos. As […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A partir das 21h30 de sexta e sábado, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta um ciclo de jazz com quatro concertos. As atuações estarão a cargo do Pedro Neves Trio e dos The Nada na noite de sexta, enquanto no sábado serão os AP Quarteto e os Axes a ocupar o palco.

Na sexta-feira, o Pedro Neves Trio, composto pelo pianista Pedro Neves, o contrabaixista Miguel Ângelo, e com Leandro Leonet na bateria, apresenta em Ponte de Lima “05:21”, o mais recente trabalho do conjunto. Gravado em março de 2016, este álbum sugere o percurso de alguém que atravessa esta hora do dia recorrentemente, enfrentando um turbilhão de pensamentos e sensações que o levam numa viagem alucinante.

O projeto The Nada, que também atua na primeira noite do ciclo, surgiu com o intuito de criar uma plataforma para o experimentalismo sonoro e para a improvisação livre, de forma a explorar formas e estéticas menos convencionais. O saxofone de João Guimarães, a guitarra de Eurico Costa, o baixo de Simon Jermyn e a bateria de José Marrucho formam um quarteto que procura novas formas de expressão do jazz e de novos cenários onde a improvisação também possa emanar.

Para sábado, está prevista a atuação do AP Quarteto. Liderados pelo compositor AP, este grupo distingue-se pela criação de música com uma forte componente rítmica, com contrastes sólidos aliados a momentos de improvisação. Esta abordagem em quarteto é uma experiência nova para AP, visto que os últimos trabalhos editados – 6e5 em 2012, e Mergulho em 2014 – tinham sido gravados com grupos de maior dimensão. AP, responsável pela composição e pela guitarra, será acompanhado de Carlos Azevedo no piano, Filipe Teixeira no contrabaixo e Acácio Salero na bateria.

Os Axes, último conjunto inserido neste ciclo, são o projeto mais recente do saxofonista e compositor João Mortágua. Com José Soares no saxofone alto, Hugo Ciríaco no saxofone tenor, Rui Teixeira no saxofone barítono, Alex Rodriguéz-Lázaro na bateria e Pedro Vasconcelos também bateria e na percussão, este sexteto explora as diferentes texturas do som do saxofone, aos quais se juntam duas baterias, de forma a um resultado contemporâneo, profundamente marcado pela procura de uma linguagem artística própria.

Os bilhetes para cada noite deste evento têm um custo de 3 euros. Além dos concertos, o ciclo prepara uma Oficina de Jazz e Interpretação gratuita, com o formador João Mortágua, líder dos Axes. Nesta sessão, a decorrer na tarde de sábado, os inscritos poderão aprender a soltar-se e a compor de forma livre com alguém que tem experiência na área.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts