FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 27 Mar 2018

“Emanuel García Easter Camp” põe crianças a praticar hóquei nas férias da Páscoa

Até quarta-feira, 35 crianças dos 7 aos 12 anos estão inseridos no “Emanuel García Easter Camp 18”, um mini campo de férias no qual os […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Até quarta-feira, 35 crianças dos 7 aos 12 anos estão inseridos no “Emanuel García Easter Camp 18”, um mini campo de férias no qual os participantes brincam, divertem-se e praticam hóquei em patins. Esta iniciativa, desenvolvida no Pavilhão da Meadela, em Viana do Castelo, é organizada em conjunto pela Academia Somos Juve e a Associação Juventude de Viana. É apadrinhada pelo craque argentino Emanuel García, da equipa sénior do emblema vianense, e conta com a ajuda dos jogadores João Ramalho e Nuno Santos.

Luciano Amorim, treinador da formação da Juventude de Viana, revelou à GEICE que o objetivo desta primeira edição do Easter Camp é demonstrar que “a Juventude de Viana tem vontade de trabalhar a formação e ficar cada vez melhor”. “Nós queremos juntar a formação à Juventude de Viana, sendo um clube que representa a cidade ao mais alto nível, e que os miúdos aproveitem as oportunidades para interagir com a equipa sénior”, precisou.

O técnico revela que a ideia para a realização deste evento é usar a presença de jogadores como Emanuel García em Viana do Castelo como exemplo e incentivo aos mais jovens para a prática da modalidade. Explicou que “os jovens da cidade de Viana do Castelo no passado não tinham estas oportunidades”, e que, por isso, convidou o craque para fazer este campo, realçando que é uma “oportunidade terem um campeão a trabalhar com eles”.

Em conversa com a GEICE, Emanuel García afirmou que começou a desenvolver estas atividades “a partir de 2010 em vários lugares do mundo”, nomeadamente “na Colômbia, Austrália, Itália”, sendo esta a primeira em Portugal. Para o jogador, trata-se de “oferecer às crianças umas férias com 3 dias de treinos diferentes, com uma especialização técnica um bocado mais avançada”. Segundo o mesmo, que afirmou “abraçar fortemente” este projeto, é “importante para o clube, para a cidade, e sobretudo para as crianças poderem conviver 3 dias com os seus ídolos”.

O argentino sublinha que a responsabilidade que sente é “enorme”. “Cada sábado eles vão ver os nossos jogos, muitas vezes acompanham os nossos jogos fora”, justifica o atleta, realçando que o facto de agora “poderem partilhar estes dias connosco tem para eles um valor enorme”. “Acho muito positivo”, rematou.

O desenvolvimento dos jovens nestas iniciativas não é apenas focado a nível desportivo. Para Emanuel García, também se trata de uma dimensão humana. Precisa que depois de muitos anos a praticar este desporto ao mais alto nível, sabe que é tido como um exemplo e tenta transmitir valores que considera importantes. “Todos têm os olhos em ti, veem o que fazes, sobretudo como te comportas, o respeito ao adversário, aos árbitros”, detalhou.

Neste evento de 3 dias, vários membros da comitiva da Juventude de Viana, desde responsáveis da direção a jogadores e treinadores, estão sempre presentes para acompanhar os pequenos, tendo em vista a melhoria do talento, incentivar a formação e promover o desportivismo.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts