FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 18 Jul 2018

“Sente a História” passa sábado pelo Mosteiro de Fiães em Melgaço

Sábado, dia 21 de julho, será dia de viver de perto a história e a cultura do concelho de Melgaço. A proposta insere-se no programa […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Sábado, dia 21 de julho, será dia de viver de perto a história e a cultura do concelho de Melgaço. A proposta insere-se no programa cultural ‘Sente a História’, que convida para um encontro de música com o património histórico e natural da região. Às 17h00 uma visita guiada ao Espaço Memória e Fronteira e, às 22h00, concerto da Banda de Tangil no Mosteiro de Fiães, serão duas atividades a realizar.

A 600 metros de altitude, a 7 km de Melgaço, o Mosteiro de Fiães é um imponente templo românico, classificado como Monumento Nacional.

A sua origem não é consensual entre os historiadores: alguns defendem que esta é uma construção da Ordem de Cister, outros acreditam que parte do monumento é mais antiga, datando da época em que a Ordem Beneditina aqui vivia, em meados do século XII. Quem o visita, fica encantado com a sua belíssima arquitetura e envolvente.

Dedicado à preservação da história recente do concelho, relacionada com o contrabando e a emigração, o Espaço conduz o visitante pelas histórias da História. Possui uma sala dedicada ao contrabando e uma rampa, ao longo da qual se vão retratando os diversos momentos relacionados com a emigração, como as causas, a preparação da viagem e a viagem, a chegada e vivência no país de acolhimento, sem esquecer os reflexos da emigração no concelho.

Desde maio e até julho de 2019, quinzenalmente, são muitos os pretextos para visitar ou passar um fim de semana no Alto Minho. Durante este período decorrerão 30 concertos em 30 locais históricos do Alto Minho, envolvendo mais de 1500 músicos e 10 municípios – Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Todos os concertos são abertos ao público e as visitas guiadas gratuitas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts