FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Set 2018

Sismo sentido ao longo da costa desde Viana do Castelo a Leiria

O sismo de magnitude 4,6 na escala de Richter registado hoje de manhã a 130 quilómetros a Oeste do Cabo Mondego foi sentido ao longo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O sismo de magnitude 4,6 na escala de Richter registado hoje de manhã a 130 quilómetros a Oeste do Cabo Mondego foi sentido ao longo de toda a costa, desde Viana do Castelo a Leiria, adianta o IPMA.

O relato de vários vianenses nas redes sociais dão conta de “sentir a terra a tremer”.

“A terra tremeu às 7h12 no Alto Minho e fez estremecer a casa. Estava acordado. O sismo durou uns 10 a 15 segundos. Foi a segunda vez que senti um tremor de terra. A primeira vez encontrava me a trabalhar no aeroporto de Nice em França”, disse à rádio Geice, José Rodrigues do Rego, morador em Chafé.

Em Santa Marta de Portuzelo, Helena Quesado garante ter “acordado com a cama a tremer”.

“Acordei com a cama a tremer. Não houve barulho, como às vezes dizem. Foi forte e rápido”, garantiu.

Na zona ribeirinha da cidade de Viana do Castelo, Cristina Sousa também sentiu o abalo. “Sabe o que é ter um motor a trabalhar de baixo da cama e os vidros a tremer? Foi exatamente o que senti. Aconteceu às 7h15 e já não dormi mais”, explicou.

O instituto refere que este sismo, que foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente às 07:12, não causou danos pessoais ou materiais, de acordo com a informação recolhida até ao momento, e foi sentido com intensidade máxima III/IV (escala de Mercalli modificada).

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excecional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

O IPMA esclarece que “a localização do epicentro de um sismo é um processo físico e matemático complexo que depende do conjunto de dados, dos algoritmos e dos modelos de propagação das ondas sísmicas. Agências diferentes podem produzir resultados ligeiramente diferentes”.

Do mesmo modo, as determinações preliminares são habitualmente corrigidas posteriormente, pela integração de mais informação.

Em todos os casos, o IPMA aconselha a que se acompanhe sempre as indicações dos serviços de proteção civil.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts