FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 15 Nov 2018

Alunos protestam à porta de escola de Caminha “sem condições”

Vestidos de negro e de mascaras na face, os alunos da escola EB 2/3 Sidónio Pais, em Caminha, protestaram, na manhã desta quarta-feira, pela falta […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Vestidos de negro e de mascaras na face, os alunos da escola EB 2/3 Sidónio Pais, em Caminha, protestaram, na manhã desta quarta-feira, pela falta de condições do edifício. Queixam-se do frio, da chuva e do amianto que ainda não foi removido. As obras naquela infraestrutura de ensino tem sido sistematicamente adiadas.

Miguel Alves, o presidente da Câmara Municipal de Caminha, reconhece que a Escola precisa de obras e garante, aos alunos, que o processo já está em andamento.

“As obras nesta escola tem mesmo que avançar, tem mesmo que arrancar. Não posso dar uma garantia a 100%, até porque não sou empreiteiro e não posso concorrer. Tudo estamos a fazer para que esta obra avance”, disse o autarca à porta do estabelecimento de ensino.

Os representantes dos pais e encarregados de educação lembram, “que já são três gerações a passar pela Escola. Avós, Pais e Netos, e que nunca houve qualquer alteração. A escola não tem condições”, afirmam os representantes dos alunos.

A autarquia promete devolver condições à escola, onde já se formaram milhares de alunos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts