FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 28 Nov 2018

Banco Alimentar volta a apelar à contribuição com nova Campanha de Recolha de alimentos

Arranca já este fim de semana, dias 1 e 2 de dezembro, mais uma campanha de recolha de alimentos, promovida pelo Banco Alimentar Contra a […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Arranca já este fim de semana, dias 1 e 2 de dezembro, mais uma campanha de recolha de alimentos, promovida pelo Banco Alimentar Contra a Fome. Esta ação solidária já bem conhecida dos portugueses, envolve mais de 40 mil voluntários em mais de 2 mil super e hipermercados, que convidam quem vai às compras a partilhar alimentos com quem precisa de ajuda.

Isabel Jonet, presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome, destaca que “Em Portugal há ainda hoje muitas pessoas que precisam de ajuda para ter uma refeição por dia. Pessoas que dependem da generosidade e da solidariedade dos outros e que, embora não tenham voz, agradecem silenciosamente a quem os ajuda a viver com mais dignidade. Crianças que só comem o que lhes é servido na instituição que frequentam, mas que, como todas as outras crianças, querem brincar e rir; idosos que vivem isolados em casas muitas vezes degradadas e que aguardam a refeição que lhes chega em apoio domiciliário e com ela os dois dedos de conversa diário; famílias que lutam para conseguir pagar as despesas, mesmo que isso signifique não jantarem alguns dias do mês. É preciso mais para que falte ainda menos: seja doando alimentos, seja disponibilizando tempo voluntário.”

A campanha decorre nos moldes habituais, com alguns voluntários, devidamente identificados, a solicitar a participação do público à entrada dos estabelecimentos comerciais.

Basta aceitar um saco do Banco Alimentar e colocar nele bens alimentares, de preferência produtos não perecíveis (leite, conservas, azeite, açúcar, farinha, massas, etc), para partilhar com quem mais precisa.

No final, o resultado é distribuído localmente – ainda com recurso ao voluntariado – a pessoas com carências alimentares, por intermédio de mais de 2.600 instituições de Solidariedade Social, previamente selecionadas e acompanhadas ao longo do ano. Este é um modelo de intervenção integrada, que permite uma maior proximidade entre quem dá e quem recebe, no contexto de um trabalho conjunto para a inclusão social.

A campanha, que se realiza este fim de semana, dias 1 e 2, prolonga-se até 9 de Dezembro na internet.

No ano passado, os 21 Bancos Alimentares em atividade distribuíram 22.866 toneladas de alimentos.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts