FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Mai 2019

PSD congratula-se com primeira reunião de Câmara descentralizada em Alvarães

O Partido Social Democrata (PSD) de Viana do Castelo congratulou-se, hoje, antes da ordem de trabalhos da primeira reunião de Câmara descentralizada, que decorre no […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O Partido Social Democrata (PSD) de Viana do Castelo congratulou-se, hoje, antes da ordem de trabalhos da primeira reunião de Câmara descentralizada, que decorre no salão nobre da Junta de Freguesia de Alvarães.

“Congratulamo-nos com a iniciativa do Executivo em descentralizar o local de realização das reuniões de Câmara Municipal, proposta também apresentada pela bancada social-democrata no mandato anterior”, afirmaram os vereadores do PSD.

Os vereadores acrescentam ainda que “é louvável esta pretensão de estar mais perto de todos os vianenses, nomeadamente, daqueles que residem nas freguesias, onde todos os dias os presidentes de Junta dão incansavelmente a cara pelos problemas das populações e pelos seus interesses como munícipes do concelho”.

Após decisão da Câmara acerca da reunião, a Comissão Política de Secção de Viana do Castelo do PDS também se congratulou pela aparente nova “sensibilidade” do executivo socialista para propostas, de longa data, do PSD.

Segundo o comunicado dos sociais democratas, “o PSD de Viana do Castelo não pode deixar de congratular pela implementação de propostas apresentadas originalmente por Eduardo Teixeira e pelos restantes Vereadores, desde logo no Programa Eleitoral “Dar Vida a Viana” e durante o exercício de funções no mandato 2013 – 2017”.

Em 25 anos de governação socialista, a primeira reunião descentralizada do executivo municipal de Viana do Castelo realiza-se na freguesia de Alvarães.

“É uma forma de garantir maior proximidade entre os eleitos e os eleitores”, sublinhou, na abertura da sessão, o presidente da Câmara, José Maria Costa.

O autarca socialista disse tratar-se do “cumprimento de uma promessa eleitoral que vai permitir ao executivo conhecer melhor a realidade sócio-económica e cultural das freguesias e promover um diálogo mais direto com o cidadão e com o movimento associativo das freguesias”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts