FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 26 Jun 2019

Parque Empresarial da Praia Norte vai ter centro tecnológico portuário “inteligente”

A partir do mês de julho, o Parque Empresarial de Viana do Castelo vai passar a contar com o Port Tech, um centro tecnológico portuário […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A partir do mês de julho, o Parque Empresarial de Viana do Castelo vai passar a contar com o Port Tech, um centro tecnológico portuário “inteligente” de ligação às novas tecnologias e à inovação. O anúncio foi feito pelo Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, durante a cerimónia de assinatura do protocolo para prorrogação do prazo de concessão, por mais 25 anos, do Parque Empresarial da Praia Norte, celebrado entre a APDL – Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo e autarquia vianense.

Os Port Tech Cluster, lançados pelo Governo, constituem-se como uma rede de plataformas de aceleração tecnológica para as indústrias avançadas do mar, que se distribui nas áreas das energias renováveis oceânicas, ‘green shipping’ (GNL), navios especializados, robótica e engenharia ‘offshore’, ‘green ports’, portos digitais e náutica de recreio”.

Na cerimónia de assinatura do protocolo, que contou com a presença da Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, a governante referiu que a prorrogação da concessão da área empresarial da Praia Norte “é mais um exemplo da fantástica cooperação entre o poder central e do poder local”.

Ana Paula Vitorino assegurou que o protocolo “vai permitir reforçar a dimensão empresarial ligada ao Porto, para justificar as novas oportunidades que estão a ser criadas”, proporcionando também melhores condições para que as empresas se possam fixar e desenvolver no Parque Empresarial da Praia Norte.

A Ministra realçou ainda o facto de o Governo estar a investir 45 milhões de euros no Porto de Mar de Viana do Castelo para “reforçar a sua competitividade, quer através da construção de uma ligação rodoviária, do aprofundamento do canal de navegação, permitindo o acesso de navios de maior dimensão, e no reforço do terminal comercial”, entre outras ações, considerando que este investimento serve para “robustecer a economia da região numa perspetiva de exportação”.

Também o autarca José Maria Costa considerou que esta área empresarial, que emprega mais de 600 pessoas e que conta com dezenas de empresas, vai beneficiar desta “verdadeira parceria” entre a ADPL e o Município. “Esta é uma boa notícia para os nossos empresários, pois significa que há aqui um capital de confiança e de futuro, que vai permitir às nossas empresas fazer mais investimentos”, frisou José Maria Costa.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts