FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 31 Jul 2019

Arcos de Valdevez acolhe centro de Apoio Tecnológico à Industria do Alto Minho

Foi celebrado, nos Paços do Concelho de Arcos de Valdevez, um protocolo entre o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), o Município de Arcos […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Foi celebrado, nos Paços do Concelho de Arcos de Valdevez, um protocolo entre o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), o Município de Arcos de Valdevez (MAV) e a Associação para o Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho (ACIBTM), cujo principal objetivo é o de criar o Centro de Apoio Tecnológico à Industria do Alto Minho (CATIAM), em Arcos de Valdevez.

O protocolo refere que a (re)industrialização, é o pilar estruturante do desenvolvimento do Alto Minho e, hoje, exige recursos, capacidade competitiva, conhecimento, tecnologia, investigação, inovação e formação que permita que as pessoas se fixem na região por disporem de acesso a qualificação e emprego de elevados níveis.

Assim, o IPVC, em parceria com a CMAV e a ACIBTM, promoverá no CATIAM todo o tipo de atividades de educação e trabalho científico, de investigação, desenvolvimento e inovação e irá promover todo o tipo de formação, nomeadamente Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP), Licenciaturas, Formação Avançada ou Pós-Graduações.

Este centro engloba um investimento de três milhões de euros e irá ser dotado de um laboratório de novas tecnologias no âmbito da maquinação, da impressão 3D e da robótica.

O IPVC disponibilizará ao CATIAM competências humanas e tecnológicas avançadas (trabalho docente, científico e laboratórios) e irá conceber, organizar, promover, coordenar e avaliar toda a atividade do CATIAM nas áreas de formação, científica e pedagógica.

João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal, refere que “este centro representa a aproximação do mundo científico ao mundo empresarial” e que “este é um passo muito importante para o concelho e para a região pois estão criadas as condições para fornecer serviços de valor acrescentado às empresas instaladas, ou a atrair para a região.

O autarca refere ainda que “ O CATIAM, através do IPVC, vai prestar apoio ao acolhimento das empresas, à investigação e inovação empresarial e disponibilizar formação superior e avançada.”

“O CATIAM será mais um polo de difusão de conhecimento, inovação e formação, que irá permitir fortalecer a competitividade e a atratividade da região”, refere João Manuel Esteves.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts