FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 19 Jul 2019

Viana do Castelo reduz em 8% a quantidade de resíduos depositados em aterro

O concelho de Viana do Castelo conquistou uma descida de mais de 8% no total de resíduos depositados em aterro face a junho do ano […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O concelho de Viana do Castelo conquistou uma descida de mais de 8% no total de resíduos depositados em aterro face a junho do ano passado, representando uma redução de mais de 236 toneladas. Trata-se do valor de junho mais baixo dos últimos quatro anos (2015-2019).

Estes números sugerem que o Município vianense está a conseguir separar o aumento da produção de resíduos urbanos (RU) do crescimento económico, em contraste com o panorama geral nacional – desde 2013, tem-se verificado um aumento na produção total de Resíduos Urbanos em Portugal Continental, sendo que, entre esse ano e 2018, se registou um aumento anual médio de 3%. Neste contexto, Viana reforça a sua posição de liderança, a nível regional e nacional, especialmente na valorização de biorresíduos.

Os resultados apresentados estão em linha com a forte adesão dos vianenses ao projeto Viana Abraça, que visa incentivar a separação e compostagem doméstica de resíduos orgânicos, e que tem sido implementado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo através dos Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC).

Recorde-se que o projeto Viana Abraça arrancou em 2018, com o objetivo de reduzir a quantidade de resíduos indiferenciados enviados para aterro. Esta iniciativa está dividida em dois eixos: o rural, em que se pretende incentivar a prática da compostagem doméstica; e o urbano, em que se pretende potenciar a separação doméstica de resíduos orgânicos.

Ao primeiro eixo, em marcha desde julho do ano passado, está associada a distribuição gratuita de 7.500 kits de compostagem. Até à data, mais de 5.600 famílias vianenses já aderiram ao projeto.

O segundo eixo do Viana Abraça prevê a instalação de 480 contentores de deposição seletiva de resíduos orgânicos alimentares na cidade e a oferta de 22.000 baldes domésticos para a separação desses resíduos. Desta forma, é expectável que Viana do Castelo continue a diminuir a quantidade de resíduos indiferenciados enviada para aterro.

Aos benefícios ambientais associados à valorização de biorresíduos, somam-se as vantagens sociais – por cada euro poupado com o desvio de resíduos orgânicos de aterro, a Câmara Municipal junta outro euro para fazer face a necessidades materiais das instituições de solidariedade social do município.

Os investimentos associados à operação Viana Abraça, apoiados pelo PO SEUR através do Portugal 2020 e do Fundo de Coesão da União Europeia, visam a diminuição da deposição de biorresíduos alimentares e verdes em aterro através da sensibilização para a prática de compostagem doméstica, da deposição seletiva, da implementação de uma rede de recolha coletiva dedicada aos biorresíduos alimentares, bem como da implementação do sistema PAYT.

 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts