FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 17 Set 2019

Fim de semana Bio Diverso encerra projeto ‘O Lobo e o Homem: proteger, valorizar e sensibilizar’

A Câmara de Paredes de Coura acolhe, entre os dias 20 e 22,  o ‘Fim de Semana Bio Diverso’, que encerra o projeto “O Lobo […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

A Câmara de Paredes de Coura acolhe, entre os dias 20 e 22,  o ‘Fim de Semana Bio Diverso’, que encerra o projeto “O Lobo e o Homem: proteger, valorizar e sensibilizar”, que contemplou, entre outras atividades, a inauguração da Casa da Biodiversidade, o documentário realizado pela UNESCO e que distinguiu este projeto como o representante português na iniciativa internacional “Green Citizens”, bem como as muitas sessões de sensibilização nas escolas e junto da comunidade educativa.

“Proteger a biodiversidade não é uma opção, é uma questão de sobrevivência enquanto território sustentável e criativo. No entanto, a proteção do lobo ibérico só se consegue se não nos esquecermos que as pessoas também fazem parte da biodiversidade e, por isso, só as ajudando e trabalhando com elas podemos garantir a proteção do lobo”, defende Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura.

O autarca socialista recorda “o conflito imemorial entre o lobo e o Homem”:

“ Nasce do medo profundo que temos dele e que incutimos nas crianças através da ideia do lobo mau. Esse medo alimenta-se cada vez mais do desconhecimento e transforma-se em ódio quando somos confrontados com os prejuízos que o animal causa”.

Vítor Paulo Pereira vai mais longe: “não somos presunçosos ao ponto de dizer que queremos resolver este problema. O que queremos com este projeto é repor algum equilíbrio nesta relação e através desse equilíbrio, garantir a preservação do animal e a qualidade de vida das pessoas”.

Foi desta necessidade de encontrar pontes, que foi criada a Casa da Biodiversidade, na freguesia de Castanheira: “é o espaço das pessoas que precisam de ajuda para poder lidar com o lobo. Precisam de ajuda para se proteger, conhecendo-o bem e evitando os seus prejuízos e, sobretudo, para saber como devem agir para serem ressarcidas quando não foi possível protegê-las”, esclareceu.

O conceito de Biodiversidade, na melhor perspetiva da proteção do lobo e do seu habitat, não pode excluir o Homem e, por isso, os proprietários lesados, a comunidade (incluindo as escolas) e a investigação científica, uma vez que na Casa da Biodiversidade que está instalada a base de campo do CIBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto.

São parceiros deste projeto a Associação Aldeia, o CIBIO e a ACHLI – Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico. Tem sido também determinante a colaboração e o envolvimento do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

PROGRAMA: SEXTA-FEIRA (20/09)

18h00 – Sessão pública de esclarecimento para convivência em território de lobo. Casa da Biodiversidade de Castanheira.

SÁBADO (21/09) – Ciclo de conferências “Práticas sustentáveis em território de lobo” Centro Cultural de Paredes de Coura Manhã: “Gestão integrada de territórios de montanha” 10h00 – Sessão de abertura 10h30 – Integração das alterações socioecológicas em curso no ordenamento e gestão das áreas de montanha em Portugal. João Azevedo, Centro de Investigação de Montanha, ESA / IPB. 11h15 – Pausa 11h45 – As mudanças no meio rural e na paisagem: Resistir, Adaptar ou Abandonar? Emanuel Oliveira – Técnico Consultor na área dos Fogo Florestais. 12h30 – Final dos trabalhos Pausa para almoço Tarde: “Potencial socioeconómico das actividades de montanha” 14h30 – Garranos selvagens e gado bovino em regime extensivo: implicações na conservação do lobo e dos habitats de montanha. Laura Lagos Abarzuza, Centro de Investigaciones Científicas Avanzadas (CICA), Universidade de A Coruña, Espanha. IUCN/ SSC Equid Specialist Group. 15h15 – A importância ecológica e socioeconómica da atividade cinegética na preservação dos territórios de montanha. Jorge Maia, FENCAÇA. 16h00 – Pausa 16h15 – Fafião e a Sustentabilidade Natural do Turismo em Terra de Lobos. Júlio N. Marques, Associação Vezeira – Fafião. 17h00 – Debate final / Projecção do Video da UNESCO.

DOMINGO (22/09) Manhã: 10h00 – Saída de campo (Ponto de encontro na Casa da Biodiversidade de Castanheira) – Visita aos trabalhos de gestão do território por parte da ACHLI – Associação de Conservação do Habitat do Lobo Ibérico. Visita ao Baldio de Castanheira. – Palestra e demonstração de gestão florestal sustentável com recurso a tracção animal moderna (João B. Rodrigues – APTRAN – Associação Portuguesa de Tracção Animal).

Tarde: 15h00 – Sessão de encerramento do Fim-de-semana Bio Diverso Centro Cultural de Paredes de Coura – Espetáculo cultural colaborativo no Centro Cultural de Paredes de Coura – Apresentação resultados do projecto / futuros passos; – Lançamento oficial do Manual de convivência com o Lobo;

Em simultâneo ao longo do fim-de-semana (21 e 22) no Centro Cultural: – Exposição de ilustrações por crianças de Paredes de Coura, pré e pós sessões de educação ambiental; – Exposição da ACHLI sobre o lobo-ibérico-Exposição de fotos/vídeos de camptrap de Jorge Costa (fauna e atividades humanas no Corno de Bico), lançamento/venda de livros.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts