FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 30 Set 2019

Tiago Brandão Rodrigues navegou pelo rio Minho acompanhado de autarcas dos dois lados da fronteira

Tiago Brandão Rodrigues e todos os candidatos do Partido Socialista à Assembleia da República navegaram pelo rio Minho no sábado acompanhados de autarcas socialistas portugueses […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Tiago Brandão Rodrigues e todos os candidatos do Partido Socialista à Assembleia da República navegaram pelo rio Minho no sábado acompanhados de autarcas socialistas portugueses e galegos.

Com o intuito de aprofundar o conhecimento da realidade económica, social e cultural desta região de fronteira, o atual Ministro da Educação juntou-se aos Presidentes de Câmara Municipal de Caminha e Paredes de Coura, Miguel Alves e Vítor Paulo Pereira, ao Alcalde de Tui, Enrique Cabaleiro, e ao Conselheiro de A Guarda, Miguel Español, num passeio de barco entre Cerveira e Caminha que permitiu também debater e partilhar algumas propostas para o futuro. De acordo com Tiago Brandão Rodrigues, os últimos anos evidenciaram “uma realidade económica de cariz transnacional que permite potenciar uma região onde vivem cerca de 6.3 milhões de habitantes, das quais 370 mil só no território da raia. Se, neste momento, o Alto Minho tem uma taxa de desemprego na ordem dos 4% – abaixo da média nacional – isso deve-se ao trabalho incansável das empresas, autarquias e do Governo para potenciar a zona de fronteira, já não como uma região final ou de periferia mas como uma região central no contexto de todo o território peninsular”.

O cabeça-de-lista do PS às próximas legislativas referiu ainda que “não irá bastar o trabalho que o Governo de António Costa fez nos últimos anos como o de decidir tirar da gaveta o projeto de eletrificação da Linha do Minho desde Nine até Valença, é preciso mais, reforçar a cooperação transfronteiriça, apoiar as iniciativas entre instituições de ensino, empresas e autarquias, criar novas formas de conetividade e alavancar o investimento público e privado no turismo náutico, na pesca e na valorização da biodiversidade. O rio Minho é um dos ativos económicos e ambientais mais importantes de todo o país”, concluiu Tiago Brandão Rodrigues.

Enrique Cabaleiro, Alcalde de Tui salientou a importância desta cooperação, lembrando que “os galegos e os portugueses são dois povos que partilham uma história em comum mas que devem procurar fazer desse legado um ativo económico para a região para o futuro”. Na mesma linha, o Conselheiro de A Guarda, Miguel Español, salientou a necessidade de “se dar passos ainda mais firmes na qualificação do território, olhando para o rio Minho como um símbolo de união” destacando a necessidade de haver uma “visão progressista e aberta sobre o desenvolvimento das comunidades que assegure a criação de emprego, o bem-estar das famílias e o futuro das pessoas”. Para os autarcas socialistas da margem galega, “o Governo de António Costa é uma referência e uma esperança para Espanha e para o mundo. A capacidade de diálogo que o Governo do PS demonstrou ao longo dos anos, o crescimento económico que as politicas permitiram e a estabilidade alcançada são um exemplo para todos os espanhóis”.

As eleições legislativas terão lugar no próximo dia 6 de outubro.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts