FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 04 Nov 2019

Antigo edifício da CUF na zona ribeirinha de Viana do Castelo começou hoje a ser demolido

O antigo armazém da Quimigal Adubos, também conhecido na ribeira de Viana do Castelo por CUF, um edifício devoluto e abandonado há mais de 30 […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O antigo armazém da Quimigal Adubos, também conhecido na ribeira de Viana do Castelo por CUF, um edifício devoluto e abandonado há mais de 30 anos, começou hoje a ser demolido e em breve será transformado em habitação de luxo.

Construído de raiz, o empreendimento vai ocupar uma área de 5.550 metros quadrados, com cave, rés do chão e dois andares, num total de 22 apartamentos.

Em forma de ‘U’ o edifício vai nascer totalmente virado para o mar e terá, a meio, uma praça verde, aberta à comunidade. O projeto pertence ao arquiteto Fernando Jorge.

O imóvel, antigo armazém da Quimigal Adubos, em avançado estado de degradação, está situado junto à antiga doca comercial onde está atracado o navio museu Gil Eannes.

O armazém chegou a pertencer à Companhia União Fabril (CUF).

A origem do Grupo CUF remonta a 1865, data em que lhe foi concedido o alvará de licenciamento para a produção de sabões, produção de estearina (velas de estearina) e óleos vegetais. A CUF realizava elevados investimentos na indústria dos adubos.

Na década de trinta, a CUF tinha fábricas em Lisboa, Barreiro, Alferrarede, Soure, Canas de Senhorim e Mirandela e armazéns e vários pontos do Pais.

A Companhia União Fabril tornou-se então num gigantesco grupo empresarial, com forte presença na indústria ligeira e pesada.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts