FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
admin 07 Nov 2019

Vila Nova de Cerveira mostra Artes e Ofícios Tradicionais em exposição

Depois do sucesso do desfile ‘O Crochet Veste com Arte’ de 13 de julho, os 16 trajes em crochet, que evocam as artes e ofícios […]

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Depois do sucesso do desfile ‘O Crochet Veste com Arte’ de 13 de julho, os 16 trajes em crochet, que evocam as artes e ofícios tradicionais de cada uma das freguesias do concelho de Vila Nova de Cerveira, encontram-se expostos na Galeria da Loja Interativa de Turismo, até ao final do ano. Mostra surpreendente pode ser visitada de 2ªfeira a sábado, no período normal de funcionamento.

Desde 2014, a arte secular do crochet volta a estar na moda graças ao ‘O Crochet Sai à Rua’, um projeto de decoração das ruas, edifícios públicos e espaços comerciais de Vila Nova de Cerveira, durante a época de Verão. Com uma adesão imediata dos residentes e uma afluência massiva de turistas, o evento ganhou caráter bienal, sendo complementado com ‘O Crochet Veste com Arte’, no qual a arte do crochet extravasa as ruas e sobe às passerelles desfilando autenticidade.

E é deste desfile em crochet, de realização também bienal, que têm surgido peças de vestuário temáticas únicas, ovacionadas pela criatividade e beleza, em Portugal e também em ações de promoção do Município de Vila Nova de Cerveira no estrangeiro, sendo o caso mais recente na reconhecida Feira Internacional de Macau.

Depois de em 2017, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira ter desafiado as juntas de freguesia a recriarem, integralmente em crochet, os trajes tradicionais minhotos, (traje dos noivos, de meia-senhora, de lavradeira (verde, vermelho e azul), de domingar, do campo e de dó), este ano, a aposta incidiu na valorização do saber-fazer, através da partilha das artes e ofícios tradicionais totalmente em crochet. O repto foi surpreendentemente interpretado e o resultado é um conjunto de histórias, de usos e costumes mui sui generis que devem ser preservados.

São 16 trajes minuciosamente elaborados à mão por dezenas de cerveirenses dedicados, sem descurar os adornos específicos de cada ofício, e que suscitaram muito interesse e enorme curiosidade desde o desfile, entre eles um burro e uma ovelha totalmente criados em crochet. Lista de Trajes:

O Fogueteiro – Freguesia de Cornes
O Ferreiro – Freguesia de Covas
O Contrabando – Freguesia de Gondarém
A Pastorícia – Freguesia de Loivo
A Lavradeira – Freguesia de Mentrestido
A Moleira – União de freguesia de Reboreda e Nogueira
A Aguadeira – Freguesia Sapardos
O Canteiro – Freguesia de Sopo
As Lavadeiras – União de Freguesias de Campos e Vila Meã
A Peixeira e o Pescador – União das Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts