FECHAR
Logo
Pedro Xavier 13 Fev 2020

AFVC: Treinador do Courense acusou jogadores do Valenciano de o terem agredido

O treinador do Sporting Clube Courense, Rui Cunha, acusou no final do jogo da sua equipa em Valença do Minho, de ter sido agredido pelos jogadores do Valenciano. “Levei dois murros na cara a proteger os meus jogadores e não toquei em ninguém”, denunciou o técnico aos jornalistas após o jogo da 18ª jornada do campeonato distrital da 1ª divisão da AFVC, entre os dois emblemas, que terminou, no domingo, empatado a três golos (3-3).

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O treinador do Courense, próximo adversário do Sport Clube Vianense, lamentou ainda a falta de “condições” do Estádio Dr. Lourenço Raimundo e a “má criação” de alguns jogadores da equipa valenciana. “Este campo não tem condições nenhumas… Eu levei murros, toda a gente levou murros… É lamentável o que se esta a passar no futebol. Respeito muito o Valenciano, o seu presidente, mas têm aqui jogadores sem educação nenhuma para andar no futebol”, lamentou Rui Cunha em tom revoltado.

Do lado do Valenciano, o Presidente Filipe Lima, em declarações à Rádio Vale do Minho, confirmou as agressões mas com versão diferente. “Houve agressões de ambas as partes. É uma situação que infelizmente ainda acontece no futebol. Vi jogadores do Courense a saírem do balneário para bater em jogadores do Valenciano”, contou o presidente do Sport Clube Valenciano.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts