FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 31 Mar 2020

Covid-19: Câmara de Ponte da Barca controla posto fronteiriço no Lindoso com meios tecnológicos

A Câmara Municipal de Ponte da Barca desenvolveu um projeto a que deu o nome de “Fronteira Segura”, pronto a implementar que visa apoiar a Guarda Nacional Republicana no cumprimento da missão de vigilância e controlo do posto fronteiriço da Madalena, no Lindoso.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Este projeto, dotado de meios tecnológicos, consiste na instalação de um sistema de segurança integrado, composto por videovigilância, deteção de intrusão e sistema de intervenção de voz no local e estará ligado à GNR, permitindo, deste modo, a vigilância e o controlo remoto, libertando recursos humanos para outras ocorrências no concelho.

Esta iniciativa surge no seguimento da decisão do Governo, no inicio de Março, de encerrar todas as fronteiras terrestres com Espanha, com a exceção de nove pontos de passagem, onde não se inclui a fronteira da Madalena, em Lindoso, verificando-se aqui a interdição de toda a circulação, pedonal e rodoviária.

Atendendo ao facto de se ter verificado já a violação do encerramento desta fronteira, e que contribuiu para o sentimento de insegurança da população, a Câmara Municipal de Ponte da Barca, depois de reforçar a barreira de betão, tomou a iniciativa de apresentar esta proposta de colaboração à Guarda Nacional Republicana, que foi imediatamente acolhida com agrado.

Segundo Augusto Marinho, Presidente da Camara Municipal de Ponte da Barca: “Esta medida visa reforçar a confiança da população nas medidas adotadas pelo município para combater a propagação do COVID-19 no concelho de Ponte da Barca, que até este momento conta com um caso positivo, desde o início da pandemia”.

O projeto “Fronteira Segura”, cujos custos são integralmente suportados pela autarquia foi desenvolvido em parceria com uma empresa de Segurança Privada, Segurvez, e já está, neste momento, em condições de ser implementada, aguardando apenas avaliação final por parte da GNR e validação da Comissão Nacional de Proteção de Dados.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts