FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 29 Abr 2020

Casa das Gárgulas na Rua da Bandeira vence prémio internacional de arquitetura no prestigiado MUSE Design Awards 2020

A Casa das Gárgulas do atelier Valdemar Coutinho Arquitectos foi distinguido na categoria Renovation, com o Prémio de Prata no prestigiado prémio internacional de arquitetura MUSE Awards, em Nova Iorque, EUA. O edifício intervencionado localiza-se em Viana do Castelo, na Rua da Bandeira, considerada desde há muitos séculos a maior rua da cidade e uma das mais antigas.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Outrora, o prédio tinha como função no rés-do-chão o comércio e no andar a habitação. Atualmente, estava num estado de degradação muito avançado praticamente em ruínas.

Simples e contemporânea foram dimensionados os fogos de habitação com ambientes confortáveis e aconchegantes. Foi privilegiado a iluminação natural aos novos espaços. Em algumas compartimentações, as paredes foram interrompidas antes do teto, favorecendo desta forma a expansão da luz na superfície do apartamento.

Todo o seu interior predominantemente de cor branca é contrastado pelo acabamento da madeira envernizada no piso.

Aplicando as técnicas construtivas originais, foram recuperadas as alvenarias de pedra e estruturalmente foi utilizada a madeira na materialização e valorização dos pisos e da cobertura.

Em termos de alçados, fundamentalmente preservou-se a fachada principal, uma das poucas paredes e paramentos praticamente inalterados, destacando-se a cantaria e as três gárgulas existentes.

No rés-do-chão a entrada de viaturas já existia, tendo sido reinterpretada através de portas gradeadas criando transparência e amplitude.

A fachada tardoz, em ruína foi reerguida dentro do possível, na qual foram criados ritmos de vãos análogos à linguagem preexistente do edifício.

Analisadas as peculiaridades da preexistência e numa busca de um equilíbrio entre o existente e o novo, o resultado foi uma cuidada e sensível inserção no seu contexto urbano, afastando o inapropriado para introduzir a essência do original.

Em termos cromáticos a cor azulada conjugada com a cor castanha veio dar uma nova identidade e contemporaneidade.

Fotos: © João Morgado – Architecture Photography

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts