FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 23 Mai 2020

Artistas de Viana do Castelo fazem vigília para que cultura seja “bem essencial”

Os profissionais das artes de Viana do Castelo concentraram-se na Praça da República da capital do Alto Minho, apelando para que os governantes tomem “decisões estruturais” e a cultura passe a ser considerada como um “bem essencial”.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Uma delegação com meia dúzia de profissionais, concentrou-se junto ao chafariz da principal praça de Viana do Castelo, que, tal como noutros concelhos do país, questionavam através de cartazes: “E se tivéssemos ficado sem cultura?”.

“Esta vigília tentou chamar a atenção para o sector, já frágil antes desta paragem, mas agora, ainda com mais problemas”, destacaram os participantes.

O sector das Artes e Cultura foi um dos primeiros a parar, na sua forma “ao vivo” e será um dos últimos a retomar. A maioria dos trabalhadores ligados às Artes (artistas, técnicos, cenógrafos, assistentes de sala, etc) trabalha a recibos verdes e não ficou enquadrado nos apoios previstos pelo Estado.

Esta vigília pela Cultura e pela Arte, decorreu em mais 19 cidades do país.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts