FECHAR
Logo
Pedro Xavier 06 Mai 2020

Vianense garante subida ao Campeonato de Portugal

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) apresentou esta quarta-feira um megaplano de intervenção no Campeonato de Portugal que passará a ser o 4.º escalão do futebol nacional, uma vez que, na época de 2021/22, irá avançar a criação de uma 3.ª Liga, que servirá de acesso à LigaPro.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em comunicado, o organismo dá conta de um “amplo plano de emergência e reestruturação do terceiro escalão do futebol sénior masculino português, resultado da reflexão dos últimos seis meses com as associações e demais sócios FPF”, sublinhando que o objetivo é “assegurar o maior número possível de projetos equilibrados; aumentar a competitividade; melhorar a qualidade de jogo; aproximar os adeptos do futebol local; criar espaços de desenvolvimento para o jovem jogador português na transição dos sub-19 para os seniores e garantir um formato adequado ao que se prevê venha a ser a próxima época, no quadro da pandemia COVID-19”, a FPF.

No plano está assim a criação de uma nova prova em 2021/22, designada para já “III Liga”, que servirá de acesso à LigaPro. Já na próxima época (2020/21), competirão no Campeonato de Portugal as 96 equipas: duas vindas da Liga Pro, 70 que permanecem, 20 que sobem das competições regionais e 4 novas equipas B.

Nas três épocas seguintes, a III Liga e o Campeonato de Portugal verão o número de clubes reduzir-se até 76.

VIANENSE JÁ REAGIU 

“Não era desta forma que pretendíamos regressar ao nosso lugar, mas as circunstâncias que todos temos vivido assim o ditaram!”, é assim que reage o clube de Viana do Castelo à decisão da FPF.

O Vianense em nota publicada nas redes sociais, esclarece: “Preferíamos que a competição tivesse terminado, mas a decisão das Entidades reguladoras, que desta forma premeiam o mérito desportivo conquistado dentro das quatro linhas, conduziram a este desfecho, carimbando a subida da nossa equipa, pelo que agora a prioridade é preparar já a próxima época.

Ainda uma referência muito positiva para todos os nossos adversários que deram tudo quando nos defrontaram, valorizando ainda mais a liderança que ocupamos durante a maior parte da competição.”

Plano de reestruturação para o terceiro escalão da FPF

Competições

Definido formato e medidas de apoio.

A Direção da Federação Portuguesa de Futebol aprovou esta quarta-feira um amplo plano de emergência e reestruturação do terceiro escalão do futebol sénior masculino português, resultado da reflexão dos últimos seis meses com as associações e demais sócios FPF.

O plano tem os seguintes principais objetivos:

  1. Assegurar o maior número possível de projetos equilibrados;
  2. Aumentar a competitividade;
  3. Melhorar a qualidade de jogo;
  4. Aproximar os adeptos do futebol local;
  5. Criar espaços de desenvolvimento para o jovem jogador português na transição dos sub-19 para os seniores e garantir um formato adequado ao que se prevê venha a ser a próxima época, no quadro da pandemia COVID-19.

A FPF decidiu criar em 2021/22 uma nova prova, designada para já «III Liga», que servirá de acesso à LigaPro.

Na época 2020/21 competirão no Campeonato de Portugal as seguintes 96 equipas: duas vindas da Liga Pro, 70 que permanecem, 20 que ascendem das competições regionais e 4 novas equipas B.

Nas três épocas seguintes, a «III Liga» e o Campeonato de Portugal verão o número de clubes reduzir-se até 76.

A FPF acordou com o Sindicato dos Jogadores que os profissionais destas competições terão como valor de remuneração base o salário mínimo nacional.

Além desta medida, a taxa de jogo sofrerá uma redução significativa e haverá ajustes no valor de inscrição de jogadores.

Definidos os moldes em que decorrerão as competições nacionais não profissionais de futebol na época 2020/21 e 2021/22, a FPF continuará agora a estudar os formatos e calendários das provas de futsal nas próximas temporadas.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts