FECHAR
Logo
Pedro Xavier 07 Jul 2020

Doze estudantes vianenses ganham prémio escolar António Manuel Couto Viana

Foram entregues os prémios aos 12 vencedores da 10ª edição do Prémio Escolar António Manuel Couto Viana, distribuídos pelas várias modalidades e anos de escolaridade. Nesta edição, foram apresentados à fase final do concurso 37 trabalhos dos alunos das escolas do concelho, públicas e privadas, numa homenagem a Couto Viana, que foi autor de literatura infantil, poeta, ensaísta, tradutor e dramaturgo.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Recorde-se que este é um prémio escolar criado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo e dinamizado pela Biblioteca Municipal junto da comunidade educativa, pública e privada, do 1.º ciclo ao secundário, do concelho de Viana do Castelo, premiando a criatividade, a inovação e o talento dos alunos da comunidade. Nestas dez edições foram 427 trabalhos aceites a concurso, dos quais 128 foram premiados, com um valor total de 16.700 euros atribuídos aos vencedores.

O concurso tem por finalidade dar a conhecer a obra literária do autor e premiar produções literárias e artísticas da população estudantil infanto‐juvenil da comunidade escolar vianense, sob as modalidades de Conto, de Ensaio, de Ilustração e de Poesia.

Na modalidade CONTO (tema livre), o prémio foi atribuído aos seguintes concorrentes: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Tiago de Castro Carvalho, com o conto “A missão ao Planeta Azul”; 2.º Ciclo do Ensino Básico, Mercedes Figueira Botão de Noronha Rego, com o conto “A PEDRA DA LUZ”; 3.º Ciclo do Ensino Básico, Beatriz Felgueiras da Cunha, com a obra “O Mundo da Tristeza”; Ensino Secundário, Ana Rita de Oliveira Marques, com o conto “Emulação”.

Na modalidade de POESIA (tema livre), o prémio foi atribuído aos seguintes concorrentes: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Luna Teles Gomes, com a poesia “SER LIVRE, SER FELIZ”;  2.º Ciclo do Ensino Básico, Miguel Alves Pinto, com a proposta “O Mar”; 3.º Ciclo do Ensino Básico, Guilherme Pinto Correia, com a poesia “SAUDADE”; Ensino Secundário, Mafalda Reis Sendim Rodrigues, com a poesia intitulada “METAMORFOSE”.

Na modalidade de ENSAIO, o prémio foi atribuído aos trabalhos realizados a partir da obra de António Manuel Couto Viana, tendo vencido Maria Filipe da Ponte Guedes, do Ensino Secundário, com a obra “ENSAIO SOBRE ÁLBUM DE FAMÍLIA DE ANTÓNIO MANUEL COUTO VIANA”.

Na modalidade de ILUSTRAÇÃO, o prémio foi atribuído aos trabalhos realizados a partir da obra de António Manuel Couto Viana, de acordo com os seguintes níveis de escolaridade: 1.º Ciclo do Ensino Básico, Maria Inês Felgueiras Gonçalves dos Reis Fernandes, com a Ilustração a partir do poema “Nove cores – Cinzento” do livro “Versos de cacaracá : poesia infantil”; 3.º Ciclo do Ensino Básico, Joana Duarte Abreu Cruz, com a Ilustração a partir do poema “A dor” do livro “Hospital: poema-reportagem”; Ensino Secundário, Inês de Cássia Meireis Amorim, com a Ilustração a partir do conto “Canta, puta de merda!” do livro “Que é que eu tenho, Maria Arnalda? E outros contos pícaros”.

António Manuel Couto Viana foi poeta, contista, dramaturgo, ensaísta e memorialista. Nascido em 1923, cresceu e viveu ligado às artes e às letras, tendo falecido em 2010. Publicou meia centena de livros de poesia e cerca de oitenta títulos de outros géneros literários, com destaque para livros de ensaios e memórias.

Passou a infância e juventude em Viana do Castelo e, aos 23 anos, mudou-se com a família para Lisboa. Aí, desde cedo dirigiu o seu interesse para o teatro, começando por colaborar como ator, cenógrafo e encenador no Teatro Estúdio do Salitre. Integrou a direção do Teatro do Ensaio Monumental e foi empresário e diretor do Teatro Gerifalto e também da Companhia Nacional do Teatro. 

A sua estreia literária aconteceu em 1948, com o livro de poemas “O Avestruz Lírico”. Além do teatro e da poesia, dedicou-se também à literatura infanto-juvenil, escrevendo e traduzindo livros e dirigindo publicações. Parte significativa da sua atividade teatral, como ator, encenador e autor, orientou-se para as crianças. O Município de Viana do Castelo atribuiu-lhe a Medalha de Mérito Cultural e dedicou-lhe uma sala na atual Biblioteca Municipal. 

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts