FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 18 Jul 2020

Monção investe mais de 1,5 ME numa Zona Empresarial Responsável

A Câmara de Monção informou ter sido aprovada uma candidatura de mais de 1,56 milhões de euros que o município submeteu a fundos comunitários para a criação da "primeira Zona Empresarial Responsável (ZER)” do Norte do país.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em comunicado enviado às redações, a autarquia do distrito de Viana do Castelo explicou que “a candidatura da Zona Empresarial Responsável do Alto Minho (ZERAM), a instalar em Messegães, foi aprovada no âmbito do Programa de Apoio à Localização de Empresas de Baixa Densidade (Norte 2020), sendo que o “investimento ilegível situa-se em 1.566.247,87 de euros, sendo comparticipado em 50%”.

“A ZERAM assumir-se-á como um polo aglutinador e dinamizador da economia local com capacidade para atrair empresas, incentivar a criação de novas estruturas, valorizar o equilíbrio ambiental e aumentar os níveis de empregabilidade na região”, afirmou o presidente da Câmara, António Barbosa, citado no documento.

A ZERAM, “a primeira Zona Empresarial Responsável (ZER) do Norte do país, é uma área de acolhimento empresarial com condições funcionais e atrativas para a competitividade das empresas, estando localizada num espaço total de 6,3 hectares, servido por uma área infraestruturada de 4,2 hectares (12 lotes industriais e um para serviços partilhados)”.

“O ordenamento inteligente e coerente deste empreendimento, com fácil e adequada articulação dos espaços, concede à ZERAM uma configuração de elevada qualidade e flexibilidade, ajustada às necessidades empresariais e à competitividade das pequenas e médias empresas”, refere a nota da autarquia social-democrata.

Segundo o município, “a ZERAM apresenta-se aos investidores com uma vertente inovadora e diferenciadora, acompanhando as novas tendências de gestão de áreas empresariais, através da promoção do ordenamento do território e da valorização da componente ambiental”.

A nova infraestrutura será “dotada de serviços agregadores e potenciadores de simbiose industrial e economia circular, este novo empreendimento empresarial revela-se atrativo à captação de investimento, quer pelas condições de funcionalidade apresentadas, quer pela proximidade geográfica à Galiza”.

A Câmara de Monção irá ainda elaborar “nova candidatura para a instalação de painéis fotovoltaicos” naquela zona empresarial, “num investimento global estimado em 400 mil euros”.

“Com esta intervenção, a ZERAM alarga os serviços prestados aos investidores, elevando o seu potencial de captação empresarial”, refere a nota.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts