FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 11 Jul 2020

Mordoma de Vila Nova de Anha é o rosto principal da Romaria d`Agonia 2020

Teresa Viana, residente em Vila Nova de Anha dá o rosto ao cartaz 2020 da Romaria da Senhora d`Agonia. Este ano, devido à pandemia de covid-19 e à necessidade de cumprir o distanciamento social, o cartaz, da autoria do fotografo Luís Carlos Araújo Lagadouro, retrata precisamente uma festa sentida à distância, através das plataformas digitais.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“No início demorei um pouco a acreditar, mas depois senti uma felicidade enorme. Algo que já não sentia há algum tempo. Sei que nos dias seguintes passei o tempo todo com um sorriso nos lábios tal era a felicidade que sentia”, começou por contar Teresa Viana.

Escolheu o traje de domingar para a foto do cartaz, que inclui um lenço com cem anos, tirada em frente ao computador. Um cenário que se vai repetir milhares de vezes em agosto com todos os que vão querer sentir a festa à distância.

“Este cartaz prende-se um bocado pela inovação e talvez tenha sido arriscado da nossa parte incluir tecnologia. No entanto, acreditamos sempre que este cartaz refletia os nossos novos dias e passa a mensagem que devemos ficar em casa e seguros sem nunca deixar de viver aquilo que nos é tão querido”, explica a jovem de 27 anos, funcionária de um hipermercado, que vai cumprir um sonho antigo.

“Só o facto de ser a mordoma deixou-me em êxtase. O ser um ano atípico veio mais tarde e não me incomoda até porque quando concorremos com esta proposta já sabíamos que nada iria ser como antes, portanto o importante sempre foi ser a mordoma da festa”, insiste Teresa, que tenta sempre participar nos desfiles da festa.

Luís Lagadouro, 31 anos, natural da freguesia de Outeiro e desde pequeno que a família reserva os dias de agosto para as Festas d’Agonia. Em 2020, as consequências da pandemia, que levaram a festa para um programa exclusivamente digital, inspiraram-no e venceu o concurso para a conceção de um cartaz que junta tradição e tecnologia, uma mordoma e um computador. Foi a primeira vez que concorreu e até assume que depois de apresentada a proposta ficou a sensação que “talvez tivéssemos arriscado demasiado”.

“A ideia surgiu em conversa com amigos, ao brincar com a inundação de transmissões em direto nas redes sociais e ao comentar que as Festas d’Agonia 2020 seriam praticamente todas virtuais e acharem que isso não era uma boa ideia, comecei a pensar que por ser virtual não tem porque perder a sua alma. E daí veio a ideia de estar a (vi)ver as festas em casa, mas igualmente trajado como se faz durante
a festa, pois há sempre alguém que leva um lenço, uma camisa ou um colete vestido”, explicou.

Em pleno período de confinamento, Luís terminou o cartaz no final do maio, depois de muitas horas de trabalho em estúdio.

Para sentir e viver as festas deste ano à distância, através da Internet, será disponibilizada na página oficial www.festasdagonia2020.com desde a informação essencial, como o programa desta edição ou as memórias de uma Romaria com cerca de dois séculos e meio de história.

A Romaria da Senhora d’Agonia, que este ano vai ser vivida de forma diferente, realiza-se de 19 a 23 de agosto.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts