FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 25 Ago 2020

Romaria d’Agonia ‘sentida’ por mais de um milhão em 2020

A Romaria d’Agonia voltou a mobilizar mais de um milhão de pessoas em 2020, ao longo do programa de cinco dias quase exclusivamente através das redes sociais e com o objetivo de sentir as festas, afastadas do modelo tradicional de mais de dois séculos devido à pandemia de covid-19.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Segundo as estimativas oficiais das autoridades, passam por Viana do Castelo, habitualmente, durante os dias da Romaria d’Agonia, cerca de um milhão de pessoas, para assistirem a momentos emblemáticos da festa, como a Procissão ao Mar, o Cortejo Histórico-Etnográfico, o Desfile da Mordomia ou a Serenata de Fogo de Artifício, entre outros, carregados de simbolismo.

Face à impossibilidade de fazer a festa nos moldes tradicionais, devido às restrições à concentração de pessoas para conter a propagação da pandemia, a Comissão de Festas avançou para um programa essencialmente focado na transmissão de conteúdos nas redes sociais, centradas na marca “Somos Todos Romaria”, através do Facebook, Instagram e Youtube, bem como pela página de Internet especificamente criada para o efeito: www.festasdagonia2020.com .

Globalmente, de 19 a 24 de agosto, esses conteúdos foram vistos quase 1.100.000 vezes, por utilizadores de vários países, segundo os números oficiais disponibilizados pelos respetivos fornecedores do serviço.

“Sabemos que este formato não substitui as festas como as conhecemos, nem era esse o objetivo, porque nos faltou aquele rebuliço tão típico. Mas estes números reconfortam-nos, por termos permitido que tantos se sentissem tão próximos da festa, apesar de todas as limitações que vivemos por estes dias”, explicou António Cruz, presidente da Comissão de Festas de Nossa Senhora d’Agonia.

Os nove principais quadros da festa contaram com vídeos especialmente preparados para esta edição atípica da Romaria, divulgados nas redes sociais à mesma hora que se realizariam no programa tradicional.

As mesmas plataformas da marca “Somos Todos Romaria” serviram para a apresentação exclusiva de três concertos produzidos e realizados para fazer sentir a festa à distância: Augusto Canário, Sons do Minho e Sons da Festa com grupos folclóricos e de música tradicional.

Acrescem duas transmissões em direto, nas mesmas plataformas, dos momentos que, embora com várias limitações, foram realizados fisicamente, casos da Solene Concelebração Eucarística no Santuário de Nossa Senhora d’Agonia, no dia 20 de agosto, e da habitual apresentação de cumprimentos ao Executivo Municipal pela Comissão de Festas, no dia seguinte.

“Foi um enorme desafio. Uma festa feita de tradições sempre realizada com e para as pessoas.

Este ano sabíamos que não podíamos ter pessoas na rua a viver as festas e por isso tentamos que sentissem as festas, mesmo sem as viverem ao vivo”, assume António Cruz.

A festa de 2020 arrancou às 19:30 do dia 19 de agosto com a apresentação da nova versão do eterno “Havemos de ir a Viana”, do poema de Pedro Homem de Mello e celebrizado na voz de Amália Rodrigues, agora juntando cerca de 50 artistas locais, do fado ao hip-hop.

Só este videoclipe, que chegou a ser visto 500 vezes por minuto nas primeiras seis horas após a divulgação, foi visto até 24 de agosto, nas três plataformas das redes sociais, praticamente 690 mil vezes.

O vídeo sobre o Desfile da Mordomia, especificamente lançado à hora e dia tradicional do programa, somou mais de 27.000 visualizações, o da Procissão ao Mar cerca de 20.000 e o do Cortejo Histórico-Etnográfico 17.000, entre os mais vistos ao longo dos dias da festa.

“Estes números demonstram que chegamos às pessoas e esse é o nosso melhor retorno. E também por isso valeu a pena a aposta de não deixar de fazer a festa apesar de tudo”, concluiu o presidente da comissão de festas.

Fotos: @RomariaAgonia

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts