FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 17 Set 2020

Cerca de 300 mil registos reunidos em catálogo coletivo de bibliotecas do Alto Minho

Cerca de 300 mil registos, de oito fontes de informação, estão disponíveis para consulta num catálogo coletivo das bibliotecas públicas dos dez concelhos do distrito de Viana do Castelo lançado pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em nota enviada às redações, a CIM do Alto Minho, que tem sede em Ponte de Lima, adiantou que a “ferramenta inovadora permite a agregação de conteúdos de diferentes fontes de informação e a pesquisa a partir de um único ponto de acesso”.

O catálogo integra cerca de 300 mil registos, entre coleções e fundos documentais de toda a Rede Intermunicipal de Bibliotecas Públicas Municipais do Alto Minho (RIBAM).

A RIBAM é constituída pelas bibliotecas públicas municipais dos 10 municípios do Alto Minho: Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

“Nos casos em que já estão formalizadas as redes concelhias de bibliotecas, outras bibliotecas como as escolares e as associativas estão também agregadas às bibliotecas públicas municipais, o que resulta num maior número de recursos associados”, adianta a nota.

A CIM do Alto Minho acrescentou que “os fundos documentais das bibliotecas municipais de Valença e de Melgaço, por procedimentos técnicos ainda em curso, irão integrar esta plataforma até ao final deste ano”.

Através de um portal que já se encontra disponível, “os utilizadores podem pesquisar e recuperar informação relevante de uma forma simples e eficaz”.

“Os utilizadores apenas precisam de introduzir os termos de pesquisa na plataforma, como se de um motor de busca se tratasse, e depois de localizada a informação, são redirecionados para o sistema que contém a informação primária, permitindo-lhes consultar a respetiva informação de forma completa e no seu contexto original”.

A CIM refere que o projeto foi cofinanciado pelo Norte 2020, mas não revelou o montante investido.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts