FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 14 Set 2020

Darque aponta alternativas a abate de árvores na estrada do Cabedelo

O presidente da Junta de Freguesia de Darque, Viana do Castelo, disse existirem alternativas para a construção dos acessos ao porto de mar sem o previsto abate de árvores que hoje deveria ter começado, mas foi embargado por moradores.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Augusto Silva adiantou que “há várias soluções que podem ser contempladas para evitar um atentado” na avenida do Cabedelo, onde hoje deveria ter sido iniciada a última fase da empreitada dos novos acessos ao porto de mar, que prevê a construção de uma rotunda após o abate de cerca de duas dezenas das 170 árvores (plátanos) existentes naquela artéria.

“Enquanto a obra não está feita estamos sempre a tempo. Depois das coisas estarem concretizadas é mais difícil e muito mais dispendioso”, disse, apontando como alternativas “a continuação da estrada até ao rio Lima, com uma inflexão à esquerda até à entrada do porto de mar, ou a construção de uma passagem aérea sobre a avenida, passando à altura da copa das árvores ou ainda a passagem da nova via pelo meio de uma urbanização situada nas proximidades, com entrada direta no porto de mar”.

Para o autarca de Darque (CDU), estas “são soluções que podem ser analisadas uma vez que ainda nada está feito”.

Augusto Silva adiantou que o projeto dos acessos ao porto de mar “é bem-vindo à freguesia, para retirar tráfego à Estrada Nacional (EN) 13, mas não no local em causa”.

“Neste local é um atentado, não só pelo abate das árvores como também pelo trânsito que vai continuar a existir nesta zona”, especificou, afirmando estar “solidário” com a contestação da população da freguesia e dos moradores naquele lugar de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts