FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Rádio Geice 23 Set 2020

Festival Maré junta na Galiza artistas lusófonos e galegos

O festival de música e artes Maré, iniciado há 15 anos em Pontevedra, recomeça na quinta-feira na capital da Galiza, Santiago de Compostela, e vai contar com a participação de diversos artistas lusófonos e espanhóis.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Em nota hoje enviada às redações, a organização do festival Maré, que vai decorrer a partir de quinta-feira e até sábado, num hotel em Santiago de Compostela, adiantou que o cartaz do evento inclui as atuações dos portugueses António Zambujo e Miguel Araújo, do angolano Toty Sa´Med, e de Ugia Pedreira, Bifannah, LaBaq, Sabela, Nacho-Faia-LAR e Uxía Senlle, diretora artística do festival.

“A maré chega a Compostela este ano com a ambição de ser um evento global, transversal, profissional, ponto de encontro de músicos, poetas, letristas. Todos os criadores envolvidos na língua galego-portuguesa trocam experiências e conhecimentos, enriquecem-se mutuamente e podem transmitir às nossas sociedades a proximidade que estamos uns dos outros”, destacou Uxia Senlle, citada naquela nota.

A diretora artística do festival adiantou que “uma das principais atrações do Maré será o alinhamento, com nomes como os portugueses António Zambujo e Miguel Araújo, os galegos Bifannah, Ugia Pedreira, Sabela e Faia, o angolano Toty Sa´Med e a brasileira LaBaq”.

Na quinta-feira, a partir das 19:30 atuam Toty Sa´Med e Ugia Pedreira.

Na sexta-feira, será a vez de LaBad e Nacho-Faia-LAR, e, no sábado, acontecerá o concerto de António Zambujo e Sabela (vencedores dos prémios aRi[t]mar para o melhor tema musical publicado em Portugal e Galiza), Miguel Araújo, Faia e Toty Sa´Med, sob direção artística de Uxía Senlle.

O programa do festival inclui, no sábado, mas pelas 12:30, a Gala aRi[t]mar Galiza e Portugal que irá distinguir os músicos António Zambujo e Sabela, os poetas Carlos da Aira e Raquel Lima e a ex-diretora-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e ex-ministra do Comércio e Turismo de Cabo Verde Georgina Benrós de Mello.

O júri do prémio internacional aRitmar concedeu o Prémio Especial a Georgina Benrós de Mellopelo “pelo seu envolvimento ativo na integração da Galiza naquele organismo internacional e o impulso que deu ao estabelecimento de relações com instituições oficiais e associações civis galegas”.

Os Prémios aRitmar, na quinta edição, premeiam as melhores músicas e poemas portugueses e galegos de cada ano, numa iniciativa organizada pela Escola Oficial de Idiomas de Santiago de Compostela.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts