FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 03 Set 2020

Inauguradas Empreitada de Conservação e Restauro da Fachada de S. Domingos e Empreitada de Conservação da Citânia de Santa Luzia 

A Ministra da Cultura participou nas cerimónias de inauguração das empreitadas de conservação da fachada de S. Domingos e da conservação da Citânia de Santa Luzia, dois ex-libris culturais de Viana do Castelo. 

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Graça Fonseca inaugurou a empreitada de conservação e restauro da fachada de S. Domingos, orçada em cerca de 150 mil euros e que permitiu restabelecer a integridade física, histórica e estética do conjunto da fachada da Igreja, possibilitando a sua leitura evocativa e decorativa, para preservar a dimensão artística da fachada. A reabilitação e valorização da fachada e do adro da Igreja de Santa Cruz/Convento de S. Domingos, financiada pelo Norte 2020, foi promovida pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, em parceria com a Direção Regional de Cultura do Norte.

A intervenção de conservação e restauro teve por objetivo cessar a continuidade dos fenómenos de degradação, colmatando ou minimizando as fontes de alteração. Para tal, efetuaram-se até ao momento os seguintes tratamentos: limpeza de depósitos superficiais (a seco e por via húmida); remoção de plantas superiores; eliminação de micro-organismos (colonização biológica); limpeza de depósitos e escorrências de guano; remoção e/ou desoxidação de elementos metálicos oxidados, e eliminação/atenuação de crostas e filmes negros por via húmida, compressas químicas e/ou micro-abrasão pontual.

Posteriormente, a governante subiu a Santa Luzia para visitar a recuperada Citânia, uma obra realizada pela Câmara Municipal, em parceria com a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), e que incidiu na estabilização e restauro das alvenarias dos diferentes sistemas estruturais que constituem a Cidade Velha de Santa Luzia.

Ao todo, foram investidos por parte da Câmara Municipal cerca de cem mil euros, conforme estabelecido no protocolo de colaboração celebrado entre a Direção Regional de Cultura do Norte e a Câmara Municipal na sequência do estudo de impacto ambiental de consolidação do parque empresarial de Lanheses. Considerando-se ser necessário implementar medidas compensatórias referentes à salvaguarda do património existente no concelho de Viana do Castelo, a autarquia optou por alocar o investimento no projeto de conservação das ruínas arqueológicas da Cidade Velha de Santa Luzia.

A intervenção observou as técnicas construtivas tradicionais, incluindo a colocação de elementos de travamento transversal com a dimensão e o espaçamento determinado em obra. O assentamento foi executado sem recurso à utilização de argamassas, evitando a utilização de elementos de fixação, de forma a constituir um aparelho com as características da alvenaria existente.

Foram ainda utilizadas as unidades de alvenaria existentes no local, prevendo-se a possibilidade de recorrer a unidades existentes em depósito, dentro do perímetro da Cidade Velha, caso seja necessário para colmatar espaços ou proceder a reforços complementares.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts