FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 19 Set 2020

Último adeus a D. Anacleto Oliveira marcado para terça-feira

As exéquias fúnebres de D. Anacleto Oliveira, bispo de Viana do Castelo, estão marcadas para terça- feira, dia 22 de setembro, seguindo as normas de saúde prescritas, conforme anunciado pela diocese.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

De acordo com o comunicado enviado hoje à Rádio GEICE, na “segunda-feira ao final da tarde, a Sé Catedral acolherá os restos mortais de D. Anacleto, acolhimento que será solenizado através da celebração canónica da hora de completas, finda a qual se encerrará respetivamente a igreja”.

Já na terça-feira, dia 22 de setembro, de manhã, a Igreja estará aberta para os fiéis.

“Será destinado à oração livre e espontânea dos fiéis que, segundo uma entrada controlada e condicionada ao espaço disponível, poderão recolher-se em súplica e ação de graças junto dos restos mortais de D. Anacleto Oliveira”, pode ler-se.

Pelas 15h00 tem lugar uma “missa exequial, presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, com a presença dos restantes Bispos pertencentes à Conferencia Episcopal Portuguesa, o presbitério da Diocese de Viana do Castelo e os representantes dos diversos movimentos eclesiais, assim como autoridades civis e militares, segundo os lugares disponíveis e identificados dentro da Sé Catedral”.

Na quarta-feira, a partir das 10h da manhã, na “Sé Catedral de Leiria estará em câmara ardente até às 15h finda a qual os restos mortais irão a sepultar no cemitério de Cortes, terra natal de D. Anacleto Oliveira”.

Na referida nota surge um pedido a todos os diocesanos para que tudo decorra “com a maior serenidade e responsabilidade”, uma forma de dignificar o estímulo da presença de D. Anacleto em terras do Alto Minho, durante 10 anos.

D. Anacleto Oliveira nasceu a 17 de julho de 1946, na freguesia de Cortes, em Leiria, e foi ordenado sacerdote a 15 de agosto de 1970; após a ordenação, estudou Sagrada Escritura em Roma e na Alemanha, onde foi capelão de uma comunidade portuguesa durante 10 anos.

Nomeado bispo para auxiliar de Lisboa em 2005, pelo Papa João Paulo II, a ordenação episcopal de D. Anacleto Oliveira decorreu no Santuário de Fátima no dia 24 de abril desse ano, presidida por D. Serafim Ferreira e Silva, então bispo da Diocese de Leiria-Fátima.

No dia 11 de junho de 2010 D. Anacleto Oliveira foi nomeado por Bento XVI como bispo de Viana do Castelo, o quarto bispo da diocese do Alto Minho, criada pelo Papa Paulo VI em 1977.

Na Conferência Episcopal Portuguesa, o bispo de Viana do Castelo presidia atualmente à Comissão Episcopal Liturgia e Espiritualidade e à Comissão de Tradução da Bíblia.

Em agosto, D. Anacleto Oliveira tinha assinalado 10 anos de bispo de Viana do Castelo e 50 de ordenação sacerdotal.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts