FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Rádio Geice 13 Out 2020

157 camas em unidades turísticas compensam perda de espaço nas residências universitárias do Alto Minho

Os estudantes das seis escolas do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), têm este ano como alternativa de alojamento cento e cinquenta e sete camas em unidades hoteleiras do Alto Minho.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

O IPVC assinou ontem cinco protocolos com hotéis, residenciais, Pousadas de Juventude e outros alojamentos turísticos. Será criada assim uma nova forma de alojamento estudantil, a preços controlados, que vai compensar “a perda de cerca de 30 por cento” do espaço disponível em residências, devido às regras da Direção Geral de Saúde (DGS). Segundo os responsáveis do IPVC a capacidade de alojamento poderá ainda aumentar com novos protocolos.

“É uma forma de compensar a perda de camas nas residências universitárias com as orientações emanadas pela DGS, em que o espaçamento das camas tem de ser de 2 metros, há quartos triplos e duplos, que não puderam continuar com essa capacidade. Assim perdemos cerca de 30 por cento da nossa capacidade”, explicou o Presidente do IPVC, Carlos Rodrigues, referindo que as parcerias com unidades hoteleiras “permitiram recuperar e até ultrapassar as perdas”.

De acordo com Carlos Rodrigues, o preço do alojamento para os estudantes será tabelado pelos valores “tipificados pelo Governo, conforme a realidade de cada região”. Referiu ainda que “houve uma boa adesão por parte de unidades hoteleiras e há possibilidade ainda de haver um aumento de contratos”.

“É uma parceria onde todos ganham. Ganham os empresários, porque sabemos que este setor do alojamento turístico está a sofrer com falta de ocupação e nós precisamos. Foi um juntar de interesses que penso que vai resultar muito bem”, concluiu.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts