FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Rádio Geice 15 Out 2020

Cerveira termina até final do ano investimento 1,6 ME em ecovia do rio Minho

Vila Nova de Cerveira conclui até ao final do ano o troço da ecopista do rio Minho que liga o concelho a Caminha, que representa um investimento global de 1,6 milhões de euros, foi hoje divulgado.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

De acordo com um comunicado da Câmara de Vila Nova de Cerveira, a terceira e última fase do projeto, numa extensão de 940 metros, que liga a praia fluvial da Mota, em Gondarém, à freguesia de Lanhelas, em Caminha, vai ficar concluída até ao final do ano.

A criação deste último troço representa um investimento de cerca de 300 mil euros.

O primeiro troço da ecopista do rio Minho foi inaugurado em 2004 e liga Monção a Valença, no distrito de Viana do Castelo. Em 2009, o primeiro corredor ecológico a aproveitar uma linha ferroviária desativada em Portugal foi classificado como o quarto melhor da Europa.

Já em 2017, o percurso total, com cerca de 46 quilómetros, entre Monção e a freguesia de Seixas, no concelho de Caminha, recebeu o título de terceira melhor Via Verde da Europa.

A criação daquele corredor é financiada pelo programa Norte 2020.

Em Vila Nova de Cerveira, a criação daquele corredor ecológico foi iniciada em 2012 e terá uma extensão total de 13,5 quilómetros, num investimento global de 1,6 milhões de euros.

A primeira fase, iniciada em abril de 2012, representou um investimento de 685 mil euros, a segunda, cuja construção começou em junho de 2014, rondou os 593 mil euros, sendo que para cada uma a autarquia obteve uma comparticipação de 85% de fundos comunitários.

Citado na nota hoje enviada, o presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, realçou que “a conclusão da via verde que atravessa o território municipal incorpora uma componente de novos desafios de atratividade turística, bem como é uma porta aberta para a Galiza”.

“Queremos concretizar, num futuro próximo, a ponte pedonal e ciclável entre o nosso Parque do Castelinho e o Espaço Fortaleza, em Tomiño, Galiza, e que será o primeiro Parque Transfronteiriço pelo menos de Portugal/Espanha”, sublinhou.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts