FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 24 Jul 2021

Autárquicas: Diretor do Agrupamento de Escolas de Monserrate é o numero dois de Luís Nobre

A comissão política concelhia de Viana do Castelo do Partido Socialista (PS) de Viana do Castelo aprovou por unanimidade a lista de candidatos à Câmara Municipal liderada por Luís Nobre e que integra dois novos nomes nos seis primeiros lugares.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“Esta é uma candidatura que abriu o partido aos cidadãos, vemos isso na lista agora aprovada. E fizemos uma auscultação aos vários agentes locais para a construção de um programa eleitoral sabendo as suas necessidades concretas e reforçando as parcerias para melhorar o que foi bem feito”, afirmou Luís Nobre, que lidera a candidatura socialista e presidente da comissão política concelhia do PS.

A lista à Câmara Municipal de Viana do Castelo nas eleições autárquicas de 26 de setembro, aprovada na noite de sexta-feira em assembleia-geral da concelhia socialista, é liderada por Luís Nobre, vereador naquela autarquia há 16 anos, seguindo-se no número dois António Vitorino, até agora diretor do Agrupamento de Escolas de Monserrate, diretor Regional do Corpo Nacional de Escutas e diretor Grupo Recreativo e Cultural de Castelo do Neiva (GRECANE).

“É uma escolha com uma experiência e sensibilidade inquestionáveis, que reflete a nossa aposta ao desafio decorrente da descentralização para as áreas da educação e cultura”, afirmou Luís Nobre.

Fabíola Oliveira, engenheira, é o quinto elemento da lista liderada por Luís Nobre, igualmente uma estreia.

“Estamos a falar de uma técnica superior, da Câmara Municipal, com larga experiência na área do planeamento e ordenamento do território e ajustada aos desafios estratégicos que se colocam aos municípios no decurso das revisões aos instrumentos de gestão do território”, destacou Luís Nobre.

Na lista socialista dão continuidade Carlota Borges (atual vereadora com os pelouros da Coesão Social, Juventude e Serviços Urbanos), Ricardo Rego (vereador com os pelouros da Promoção da Saúde, Recursos Humanos e Administração Patrimonial) e Ricardo Carvalhido (vereador com os pelouros do Ambiente e Biodiversidade, Ciência Inovação e Conhecimento).

Seguem-se na lista respetivamente Tiago Rego, Raquel Amorim, Sandra Alves, Bruno Guimarães, Rui Sousa, Paulo Alves, Rafaela Gonçalves e Manuel Luís Belo.

Na mesma assembleia-geral foi aprovada a lista candidata pelo PS à Assembleia Municipal de Viana do Castelo, que volta a ser liderada por Flora Silva.

“É uma equipa de homens e mulheres experientes e preparados para os desafios do futuro. Pessoas dedicadas, empenhadas, apaixonadas pelo concelho e que aceitaram dedicar o melhor da sua vida ao serviço desta terra e dos vianenses”, afirmou Luís Nobre, a propósito das listas do partido às eleições autárquicas em Viana do Castelo.

Para o candidato, trata-se de uma “continuidade, mas com renovação”, que visa garantir “acima de tudo igualdade de oportunidades para os vianenses” e “diálogo” com o concelho, iniciado em abril com reuniões descentralizadas com a população e forças vivas de todas as freguesias, bem como representantes e agentes das áreas do desporto, cultura e juventude, para receber contributos para a proposta eleitoral.

Os Eixos Estratégicos da candidatura “Acreditar no Futuro” às eleições autárquicas deste ano foram já apresentados em junho por Luís Nobre, que prometeu lançar 48 medidas nos primeiros 48 meses de mandato.

O candidato do PS à Câmara de Viana do Castelo quer aumentar em 25% as vagas nas creches de todo o concelho e lançar um programa de habitação a custos controlados para a classe média e jovens, apostando também no reforço das condições de vida nas freguesias do concelho, para fixar a população em todo o território e não apenas nas zonas urbanas, entre outras propostas já apresentadas.

O PS vai ainda concorrer em Viana do Castelo nestas eleições autárquicas com listas próprias a 11 Assembleias de Freguesia (mais duas face a 2017), apoiando ainda 15 listas independentes, num total de 26 candidaturas às 27 Freguesias e Uniões de Freguesia.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts