FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 21 Jul 2021

Viana do Castelo: Festival de “Jazz na Praça da Erva” será este ano no Centro Cultural

A 30.ª edição do Festival “Jazz na Praça da Erva” terá início a 28 de julho, e, face à situação pandémica, acontecerá no Centro Cultural de Viana do Castelo, durante quatro dias. Os concertos iniciarão pelas 21h00 e o bilhete diário terá um custo de 5 euros.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Com dois concertos consecutivos por dia, o Festival “Jazz na Praça da Erva”, cuja primeira edição foi em 1992, não ocorre no entanto no local habitual, a Praça da Erva, devido à pandemia da covid-19, mas no Centro Cultural de Viana do Castelo, por forma a garantir as medidas de segurança e higiene necessárias.

No primeiro dia, sobe ao palco do Centro Cultural de Viana do Castelo o projeto instrumental O Gajo, de João Morais, que tem como figura central a viola campaniça, com o contrabaixo Carlos Barretto e a percussão José Salgueiro, “dois históricos do Jazz na Praça da Erva”.

Também o guitarrista e compositor brasileiro Yamandu Costa, que já tocou em mais de 50 países, atua no primeiro dia do festival.

A 29 de julho, o Centro Cultural de Viana do Castelo recebe o projeto Pimenta Caseira, que integra o teclista Gui Salgueiro, produtor e músico do Yanagui, que também atua no festival.

O duo de guitarras e voz Par Azar, que junta o guitarrista português João Cardoso e o guitarrista italiano Romani Valentino, atua no terceiro dia.

Esta jornada conta ainda com a atuação do músico, compositor e diretor musical João Cabrita que, em 2020, se lançou em nome próprio com o projeto e álbum homónimo “Cabrita”.

Já a 31 de julho, último dia do festival, o palco do Centro Cultural de Viana do Castelo acolhe “Grey City”, com Augusto Baschera na guitarra e o açoriano João Bernardo no piano.

O festival termina com o concerto do trio Paula Sousa (piano), André Rosinha (contrabaixo) e Beatriz Nunes (voz). Na 30.ª edição do festival, o trio alarga-se ao contrabaixista Mário Franco.

Os bilhetes já podem ser adquiridos na BOL– bilheteira on-line, antecipadamente na bilheteira do Teatro Municipal Sá de Miranda e, no dia dos concertos, no Centro Cultural.

Os espetáculos têm sempre início às 21:00, embora o agravamento da situação pandémica possa “obrigar a produção a adaptar o horário dos concertos em função de eventuais mudanças de procedimentos emanados pela DGS”, acrescenta a autarquia.

A realização do evento na maior sala de espetáculos do concelho visa garantir a segurança profilática, dando seguimento às normas emanadas pela Direção Geral da Saúde; lotação reduzida com afastamento de segurança e separação de circuitos de circulação do público; lotação controlada por ser um evento em espaço fechado.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts