FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Eduarda Alves 29 Set 2021

Alunos de excelência escolhem Politécnico de Viana do Castelo

Beatriz Pinto foi a aluna com a melhor média a entrar no Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) este ano letivo. Natural dos Arcos de Valdevez, entrou na primeira opção no curso de Design de Ambientes na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) com 18,79. Joana Silva entrou na primeira opção no curso de licenciatura em Enfermagem Veterinária na Escola Superior Agrária (ESA) com a média 18,06 e Vanessa Costa entrou na primeira opção no curso de Gestão com 17, 85 na ESTG.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

Apaixonada pela organização de espaços interiores e exteriores, Beatriz Pinto não teve dúvidas em decidir o seu futuro sendo o curso de Design de Ambientes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Viana do Castelo a primeira opção.

“Quando andava à procura de informação sobre os cursos gostei de tudo o que vi e li sobre o IPVC e percebi que este era um curso à minha medida, por isso, decidi arriscar e apostei no Politécnico de Viana do Castelo”, confessou a jovem Arcuense, que tinha “quase a certeza que entrava”. A nova aluna do IPVC ainda está “a saborear” a boa notícia, e  está “ansiosa” pelo início das aulas. “Agora começa uma nova fase e as expetativas são boas. Acredito que o curso me vai trazer mais conhecimento na área que eu gosto, vai permitir desenvolver o meu lado criativo e adquirir mais experiência”, sublinhou.

Joana Silva, de Viana do Castelo, optou pelo curso de Licenciatura em Enfermagem Veterinária na Escola Superior Agrária do IPVC, seguindo as pisadas da irmã pelo gosto por animais, que terminou recentemente o mesmo curso na ESA-IPVC.

“Acompanhei todo o percurso da minha irmã, segui de perto os estágios, os relatórios, os trabalhos e isso despertou ainda mais o meu interesse no curso”, justificou a jovem, confessando que o processo “foi muito tranquilo, porque sabia que tinha nota para entrar”. A irmã já está a trabalhar na área em Vila Nova de Cerveira e isso a nova aluna “com esperança no futuro”.

A terceira melhor nota de ingresso no IPVC, é de Vanessa Costa que queria o curso de Gestão desde o 9.º ano. “Sempre me identifiquei com as áreas de Economia, de Gestão e de Contabilidade. Depois de pesquisar algumas universidades optei pela ESTG-IPVC. Primeiro gostei muito do conteúdo que será lecionado em cada uma das cadeiras e depois queria muito ficar em Viana do Castelo, é a minha cidade e decidi ficar cá”, referiu. As expetativas são “muito altas” e Vanessa acredita que o curso de Gestão da ESTG-IPVC “foi e será a melhor opção”.

Juliana Araújo foi a melhor aluna a ingressar na Escola Superior de Saúde (ESS) na licenciatura em Enfermagem com 17,75. Residente em Melgaço, Juliana Araújo sempre quis “cuidar e comunicar com pacientes”. A jovem escolheu Viana do Castelo, porque é “perto de casa” e “sempre” ouviu dizer que “é onde se formam os melhores enfermeiros…Quero focar-me ao máximo para tirar a licenciatura, depois especializar-me e ir trabalhar o mais rápido possível”, assumiu Juliana Araújo.

A melhor aluna a entrar na Escola Superior de Educação (ESE-IPVC) no curso de Artes Plásticas e Tecnologias Artísticas foi Ana Paula Vieira com 17,20. Ana Paula é vianense e ainda que tenha começado a “namorar” a ideia de ir para Design de Ambientes colocou Artes como primeira opção onde acabou por ficar colocada. “Sempre ouvi falar muito bem da instituição e da forma como tratam os alunos. Também está na minha zona de residência e facilita nos custos”, justificou. “Acredito que vou ter sucesso, pelo menos vou fazer tudo por isso”. Já o ano passado Ana Luísa Sá, natural de Esposende, ingressou no curso com uma média de 18,80.

Na Escola Superior de Ciências Empresariais (ESCE), Beatriz Carvalhido foi a aluna que entrou com melhor nota (17,32). A primeira opção da jovem foi a licenciatura em Gestão da Distribuição e Logística porque sempre gostou “de ter tudo organizado e da área empresarial”. Residente em Viana do Castelo, Beatriz Carvalhido defendeu que “não vale a pena ir para longe, quando se tem uma boa escola e que dá a oportunidade de estudar o que se pretende perto de casa”. A jovem vai utilizar o Bus Académico, um transporte de baixo custo disponibilizado pelo Politécnico de Viana do Castelo, que liga as seis escolas superiores do IPVC, já teve aulas e acredita que “vai tudo correr muito bem”, referindo que a escola “é muito acolhedora e familiar”.

Entretanto, na Escola Superior de Desporto e Lazer (ESDL) os melhores alunos do curso de Desporto e Lazer entraram com a nota de 15,99, Tiago Amaral que sempre esteve ligado ao desporto e, por isso, a escolha foi óbvia e a ESDL- IPVC foi a primeira opção porque teve “muitas e boas indicações” e o local onde está situado também é uma “mais-valia”. Tiago Amaral está “entusiasmado” e acredita que “tem tudo para correr bem”. A morar em Monção, o novo aluno do IPVC também está “feliz” porque vai ficar perto de casa.

Também Johnathan Amorim optou sem qualquer hesitação pelo curso de Desporto e Lazer da ESDL-IPVC. “Sempre gostei de desporto e toda a gente fala muito bem da escola e, por isso, foi a primeira e única opção”, confirmou o jovem, que durante o processo de acesso ao ensino superior esteve “tranquilo” por saber que tinha notas para entrar. Johnathan vai mudar-se de Viana do Castelo para Melgaço, e já está “pronto para o novo desafio”.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts