FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 20 Nov 2021

Consumo de combustíveis aumentou 8,09% em outubro

O consumo de combustíveis aumentou 8,09% em outubro, em termos homólogos, mantendo a trajetória de recuperação dos últimos meses, adiantou a Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE), em comunicado.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“À semelhança da tendência verificada em meses anteriores, o total das introduções ao consumo [registos efetuados, para efeitos fiscais, pelos comercializadores grossistas de combustível] registadas pelos operadores obrigados junto da ENSE referentes ao mês de outubro de 2021 voltaram a registar um crescimento face ao mês anterior (cerca de + 15.693 toneladas a que corresponde +2,42%) mas, também, face ao mês homólogo do ano anterior (com uma subida de 49.779 toneladas a que corresponde +8,09%)”, indicou a entidade.

Além disso, nota-se “um ritmo de recuperação face aos números registados em 2019, sendo que neste caso ainda se verificou uma descida de 65.480 toneladas (-8,79%), ainda muito influenciado pelos valores registados pelo JET [combustível da aviação], mas já com sinais mais claros de recuperação”, salientou a ENSE.

A entidade analisou ainda os valores acumulados entre janeiro e outubro deste ano face aos valores verificados em 2020, constatando “um crescimento homólogo de 2,51% e ainda um decréscimo de 19,22% em relação a 2019, antes do impacto da pandemia de covid-19.

A ENSE sublinhou, neste ponto, a “trajetória de recuperação, depois de, sobretudo, os dois primeiros meses de 2021 ainda terem sido vividos com medidas de restrição no contexto pandémico”.

A entidade publicou ainda as quotas do mercado de gasóleo e gasolina, tendo em conta os registos efetuados pelos operadores retalhistas junto da ENSE.

Segundo estes dados, tanto no caso da gasolina (68,30%) como do gasóleo (61,54%) a maioria da quota pertence aos combustíveis simples.

No que diz respeito aos canais de venda, as três marcas mais vendidas são responsáveis por 52% das vendas de gasóleo e gasolina.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts