FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Rádio Geice 28 Dez 2021

Covid-19: Governador da Bahia diz ser “impossível” celebrar o Carnaval em 2022

O governador do estado brasileiro da Bahia afirmou que é "impossível" realizar o Carnaval na região em 2022, devido aos receios de uma nova vaga da pandemia de covid-19 e ao aumento de casos de gripe.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“Sabe aquele filme Missão Impossível? Nós estamos na Missão Impossível três. Então, não será possível fazer esse Carnaval. Não tem a mínima condição”, afirmou o governador, Rui Costa, citado pela imprensa local, num evento de inauguração de um hospital em Salvador, capital estadual.

Ainda de acordo com o governador, “alguém falar de Carnaval a essa altura do campeonato” é estar a ser “irresponsável com a vida do outro”, frisando que não se inclui “nesse grupo”.

“Portanto, nós não teremos Carnaval nesse modelo que nós conhecemos como Carnaval. Não há a mínima condição”, frisou Costa, acrescentando que, além das mortes provocadas pela covid-19, a Bahia tem também registado um aumento de óbitos pelo vírus da gripe.

Rui Costa destacou ainda que 2,5 milhões de pessoas no estado estão com doses da vacina contra a covid-19 em atraso: “Não tem como falar de festa em larga escala nesse período. Já temos risco suficiente em admitir festas com cinco mil pessoas, então imagine para três milhões de pessoas”.

O governador informou que se deverá reunir com prefeituras de cidades ‘baianas’ para discutir alternativas aos tradicionais festejos carnavalescos, que atraem milhões de foliões à região.

Antes mesmo de a realização do Carnaval ter sido discutida pelo poder público, grandes nomes da música da Bahia já tinham informado que não participariam na festa, como Daniela Mercury e Leo Santana, segundo a imprensa local.

A organização do Carnaval de Salvador é feita pela prefeitura daquela capital estadual, que ainda não tomou uma decisão definitiva sobre o tema.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse no mês passado que se dependesse de si não haveria Carnaval no Brasil em 2022 devido à pandemia de covid-19.

“Por mim, não teria Carnaval, só que tem um detalhe, quem decide não sou eu. Segundo o STF [Supremo Tribunal Federal], quem decide são governadores e prefeitos. Não quero me aprofundar nessa que poderia ser nova polémica”, disse Bolsonaro numa entrevista à rádio Sociedade da Bahia, em 25 de novembro último.

Dezenas de cidades por todo o país já anunciaram o cancelamento do Carnaval de 2022, festa que gera muitas divisas com turismo interno e externo em cidades importantes como São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

Os responsáveis municipais receiam que as aglomerações próprias da folia gerem uma nova vaga de infeções, e, consequentemente, façam elevar o número de casos e óbitos.

O Brasil, um dos países mais atingidos pelo novo coronavírus, com mais de 618 mil mortes e 22,2 milhões de infeções, teve que cancelar o seu famoso Carnaval em 2021 por causa da pandemia.

Comentários

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts