FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR
Pedro Xavier 14 Mai 2022

Provas equestres geram retorno financeiro de 6 milhões de euros em Ponte de Lima

A iniciativa “Ponte de Lima, Destino Equestre Internacional”, que prevê a realização de cinco provas, a partir deste mês e até agosto, vai gerar um retorno financeiro de seis milhões de euros.

Acessibilidade

Ouvir
Aumentar Texto Diminuir Texto
Contraste Contraste

“O projeto “Ponte de Lima, Destino Equestre Internacional” representa um investimento do Município na ordem dos 150 mil euros, mas o retorno para os empresários do concelho é assinalavelmente superior. O retorno anual direto na atividade económica está na casa dos sete dígitos, ultrapassando ligeiramente os 6 milhões de euros. Um valor que, claramente, tem impacto no concelho”, afirmou o presidente da Câmara, Vasco Ferraz.

No discurso que proferiu, hoje na apresentação do programa, e a que a Lusa teve acesso, o autarca do CDS-PP sublinhou que as provas equestres que o concelho realiza há mais de dez anos “têm sido uma das alavancas do desenvolvimento económico do concelho, ao permitir a dinamização dos setores da restauração e hotelaria, das atividades económicas ligadas ao setor equestre, para além de tantas outras atividades que beneficiam do fomento que estes eventos proporcionam”.

“Ao longo dos próximos meses, teremos atividades distintas como os jogos equestres ou as romarias a cavalo, mostrando a versatilidade do envolvimento dos equídeos nas mais diversas atividades. O papel do desporto equestre de alta competição é irrefutavelmente manifesto, enquanto motivador de uma série de dinâmicas que se alargam do campo social ao cultural, e deste último, ao económico, que será porventura o de maior relevo”, sustentou Vasco Ferraz.

O autarca sublinhou que esta é “uma aposta contínua do município pelo facto de tornar tangível o acesso do desporto equestre a um público local, e não local, e, simultaneamente, pelo facto de associar toda esta dinâmica a uma forte componente de turismo e lazer”.

“No calendário de eventos agora divulgados, há outras dimensões com igual importância, pois garantem o estímulo necessário para novos públicos e setores de mercado. Não nos podemos esquecer que a fileira do cavalo está relacionada, também, com a vertente lúdica, turística, arrogando-se os passeios a cavalo uma oportunidade para conhecer o território de outras formas e percursos”.

Este ano, o município criou a Rota das Romarias a Cavalo, “um evento que possibilitará percorrer vários monumentos e santuários emblemáticos do concelho de Ponte de Lima, recriando tradições que, por vezes, se foram perdendo no tempo”.

Vasco Ferraz lembrou que foi em 2006 que o município “começou a delinear uma estratégia para promover a nível nacional e internacional o setor do cavalo e o turismo equestre”.

“A criação de infraestruturas de qualidade superior, a organização de provas de alta competição, e de um leque de outros eventos de grande relevo ao nível da atividade equestre foram os primeiros passos dessa estratégia, culminando com a realização da primeira Feira do Cavalo em 2007, o primeiro grande evento equestre”, referiu.

Para o autarca, essa “aposta” resultou em “dimensão, visibilidade e vários prémios e distinções” para o concelho, ultrapassando “as melhores previsões, que, 10 anos e 50 eventos equestres depois, continua a dar frutos”.

“Tanto os mercados internos como externos estão na mira do Município. Ponte de Lima transformou-se, assim, numa das capitais do circuito equestre, sendo reconhecida pela qualidade da organização dos seus eventos, pela dinâmica a eles associada, pelas infraestruturas criadas e pela capacidade dos seus agentes”, sublinhou.

A iniciativa “Ponte de Lima, Destino Equestre Internacional” começa com o concurso internacional de saltos, entre os dias 20 e 22.

Últimas notícias

mais notícias

Últimos podcasts

mais podcasts