FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Desporto

18 Nov 2022

Quatro dos sete prémios anuais do Comité Olímpico de Portugal foram para Ponte de Lima

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
Pedro Pablo Pichardo e Auriol Dongmo foram distinguidos pela excelência desportiva pelo Comité Olímpico de Portugal (COP), numa cerimónia em que Fernando Pimenta recebeu o prémio prestígio.

Pedro Pichardo, campeão olímpico do triplo salto, recebeu o prémio excelência desportiva, pelo segundo ano seguido, na Celebração Olímpica, em Lisboa, depois de se ter sagrado campeão do Mundo e da Europa em 2022.

Já Auriol Dongmo recebeu pela primeira vez este prémio, num ano em que alcançou o título mundial do lançamento do peso em pista coberta, a medalha de prata nos Europeus ao ar livre e o quinto lugar nos Mundiais, sucedendo neste galardão a Patrícia Mamona.

O canoísta Fernando Pimenta foi agraciado com o prémio prestígio do COP, depois de já ter recebido medalhas de excelência desportiva em 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019.

Na mesma gala, os prémios juventude foram entregues ao nadador Diogo Ribeiro, campeão do mundo em juniores nos 50 metros livres, nos 100 mariposa e nos 50 mariposa, distância não olímpica em que alcançou o bronze nos Europeus absolutos e o recorde do mundo júnior, e a canoísta limiana Beatriz Fernandes, campeã do mundo de juniores em C1 200 metros, medalha de bronze em C1 1.000 metros e prata, com Martim Azevedo, em C2 500 metros mistos.

O presidente honorário da Federação Portuguesa de Judo (FPJ), António Lopes Aleixo, que liderou esta estrutura federativa entre 1997 e 2011, e vice-presidente do COP entre 2013 e 2021 foi distinguido com a ordem olímpica nacional.

O árbitro internacional de ténis Carlos Ramos, que dirigiu finais de todos os torneios do Grand Slam e a final do torneio individual masculino dos Jogos Olímpicos Londres2012, e o treinador de canoagem, o limiano Hélio Lucas, receberam o prémio de mérito desportivo.

A canoísta de Ponte de Lima Beatriz Caldas recebeu o prémio ética desportiva, pelo apoio prestado à japonesa Yuki Nomura, que tinha caído à água, durante a prova de K1 juniores femininos nos Mundiais de maratona em canoagem, em Ponte de Lima, salvando a vida à colega e adversária.

O prémio de educação olímpica de 2022 foi entregue ao Agrupamento de Escolas do Cerco do Porto.

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal