FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Desporto

02 Nov 2022

Viana do Castelo vai construir Cidade Desportiva em redor do Estádio Manuela Machado

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
A Câmara de Viana do Castelo aprovou, por unanimidade, a Declaração de Utilidade Pública (DUP) de 13 hectares que vai permitir a expropriação de terrenos, para posterior aquisição, por mais 1,716.000,00 euros e construir a Cidade Desportiva.

A proposta da DUP de 133.274 metros quadrados de terrenos, apresentada em reunião camarária pela maioria socialista, refere que a Cidade Desportiva, prevista há mais de 30 anos, “será um complexo de equipamentos desportivos multifuncionais e áreas envolventes destinados à prática desportiva quer profissional (formal), amadora (informal) ou de lazer”.

O presidente da Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre, destacou que o projeto foi fundamental para viabilizar a candidatura da capital do Alto Minho a Cidade Europeia do Desporto, em 2023, e realçou que vai “criar uma relação que hoje não existe, entre a cidade e o complexo desportivo Manuela Machado”.

A vereadora da CDS-PP, Ilda Araújo Novo, apresentou sugestões para a melhoria da proposta da DUP, a vereadora da CDU, Cláudia Marinho felicitou o executivo pelo avanço da Cidade Desportiva e o vereador do PSD, Eduardo Teixeira, disse que hoje “se fez história”, referindo-se a um projeto aprovado durante um executivo do PSD, então liderado por Carlos Branco Morais.

A Cidade Desportiva prevê ainda “outras funcionalidades, mas serão sempre numa relação de dependência ou de complementaridade”. “Agregará o equipamento e as dinâmicas já instaladas, bem como incorporará, como elementos agregadores, outras infraestruturas, valências desportivas e de serviços, que lhe confiram uma multifuncionalidade”. “Será uma Cidade Desportiva como espaço de desporto e de cultura do tempo livre e do lazer, que incentive a fusão social, a cidadania, com um espaço público que garanta igualdade de apropriação por parte dos diferentes coletivos sociais e culturais, de género e idade”, sustentou.

A “expropriação amigável, das parcelas necessárias à construção da futura Cidade Desportiva, no Lugar de Rubins, na União de Freguesias de Viana Castelo (Santa Maria Maior, Monserrate) e Meadela, está prevista “desde o início da década de 90”.

Decorridas três décadas, “apenas foi construído o Complexo Desportivo Manuela Machado, com as valências e modalidades de futebol e de atletismo (corrida, lançamento e salto), equipamento que já recebeu duas grandes operações de reabilitação desde a sua construção”.

A autarquia justificou a construção da Cidade Desportiva com “o forte investimento materializado pelo município na requalificação da rede de equipamentos existentes e na construção de novos equipamentos, garantiu a massificação da prática desportiva, formal e informal, por parte dos vianenses, bem como o aparecimento de novos clubes, associações e modalidades, consolidando a diversidade e competência desportiva no concelho”.

No entanto, segundo a proposta, “os padrões, as expectativas dos vianenses e da comunidade desportiva relativamente à consolidação da rede de equipamentos desportivos e de lazer na área urbana, remete para a necessidade da disponibilização de um conjunto de novas valências e equipamentos desportivos mais versáteis na sua utilização”.

Equipamentos “capazes de complementar e substituir os monofuncionais existentes, somar espaços de socialização, espaços verdes e de serviços, bem como uma inserção urbana que dê continuidade e unidade entre envolvente imediata e a cidade, ou seja, que promova a revitalização de todo este amplo subterritório”.

O projeto prevê “a criação de um novo espaço com equipamentos desportivos multifuncionais, capazes de contribuir para a projeção do concelho e, de transformar a cidade numa potência desportiva a nível nacional e internacional”.

“Nesse sentido, emerge a absoluta e urgente necessidade da construção da Cidade Desportiva de Viana do Castelo”, sustenta a proposta.

A Cidade Desportiva criará “um corredor verde desportivo entre a Praça Viana, em construção no espaço da antiga praça de touros, e o complexo desportivo Manuela Machado, dotando-o de infraestruturas de desporto e lazer”.

O espaço “localiza-se na encosta do monte de Santa Luzia, adjacente ao complexo desportivo Manuela Machado, estando inserido em pleno contexto florestal”.

A área “está dividida por equipamentos de apoio e por equipamentos para a prática desportiva”.

Todos “os edifícios existentes (devolutos ou em ruínas) serão objeto de refuncionalização para funções e usos diretos à atividade desportiva ou de atividades complementares e determinantes para a multifuncionalidade pretendida para toda a Cidade Desportiva.

Por exemplo, na zona a norte da área de projeto, inserida na encosta do monte, está prevista a refuncionalização do edifício existente no local, “uma antiga moradia típica minhota”, em unidade de alojamento e lazer para atletas formais e informais”.

O “plano de ação é acompanhado da reabilitação e reconversão dos vários caminhos florestais existentes em percursos pedonais, com reaproveitamento do desnível natural do terreno, resultando em percursos com diferentes graus de dificuldade interessantes para as diversas atividades desportivas”.

Do lado nascente ao complexo desportivo Manuela Machado, está prevista “uma área de lazer com um anfiteatro natural orientado a poente”.

Atualmente, Viana do Castelo “tem mais de cinco mil atletas federados e cinco mil alunos envolvidos em projetos desportivos nas escolas”. Os “equipamentos municipais garantem 500 mil utilizações anuais, sendo que cerca de 58% da população pratica atividades desportivas e de lazer”.

A iniciativa Viana do Castelo Cidade Europeia do Desporto “vai envolver as 71 associações e clubes com atividade regular, através de 160 equipas federadas que representam o concelho em provas regionais, nacionais e internacionais”.

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal