FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Regional

23 Jan 2023

Augusto Santos Silva inaugurou escola em Vila Praia de Âncora

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
A inauguração da obra de ampliação da Escola Básica e Secundária e Espaços de Integração para o Ensino Articulado de Vila Praia de Âncora, um investimento de mais de 2,5 milhões de euros, teve lugar esta manhã, tendo como convidado o Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, um homem da Educação, que pensa a Educação e que sabe bem da importância de se valorizar a Escola Pública, como o descreveu o Presidente da Câmara, Rui Lages. 

A cerimónia foi simples, mas muito marcante, sobretudo pela participação de atuais e antigos alunos da Academia de Música Fernandes Fão (AMFF), que neste complexo tem agora a sua sede, com salas adequadas e preparadas para o ensino e a aprendizagem da música e um magnífico auditório, polivalente, que servirá toda a comunidade e que tem no seu nome a homenagem a uma grande família local, a família Ramos Pereira.

Após a visita às instalações da nova Escola Básica e da AMFF, os meninos do Coro de Iniciação da AMFF, formado por alunos do Primeiro Ciclo, deram as boas vindas a todos, interpretando um momento musical, a que se seguiu uma segunda atuação, pelos alunos do 2º e 3º ciclo.    

Augusto Santos Silva recordou, na sua intervenção, estar desde os seis anos na escola e “nunca mais de lá saí”, isto porque a Escola e a Educação são paixões constantes na sua vida: “sou um bom termómetro para avaliar a evolução da Educação” concluiu. E numa breve análise revisitou o período constituído sensivelmente pelas duas últimas décadas, uma altura (há mais ou menos 20 anos) em que cerca de metade dos jovens entre os 15 e os 24 anos abandonavam a escola sem terem completado o Ensino Secundário, recordou.

O Presidente da Assembleia da República sublinhou que essa realidade de abandono é hoje residual, agora a saída da escola faz-se com pelo menos o Ensino Secundário concluído e metade dos jovens com 20 anos frequenta o Ensino Superior. “Fizemos isto em cerca de 20 anos”, disse o responsável, considerando que a reforma da Educação teve muitas etapas, algumas incompreendidas na altura, como a opção pelos Agrupamentos, o envolvimento direto na escola de pais e encarregados de educação, ou o encerramento de escolas que não o eram verdadeiramente, com seis ou 7 alunos, onde o sucesso não tinha lugar.

Augusto Santos Silva elogiou as instalações que tinha acabado de visitar, classificando-as como mais um passo em frente para um fim maior, o cumprimento do Direito à Educação. 

Na sessão intervieram também os dois responsáveis pelas instituições escolares que beneficiam de novas instalações, que ali funcionam desde o início deste ano letivo: o diretor da AMFF, Fernando Rebelo, e a diretora do Agrupamento de Escolas de Caminha, Maria Esteves. Ambos se congratularam pelo complexo e agradeceram a intervenção que permitiu tornar este sonho uma realidade que serve centenas de crianças e jovens, designadamente os dois Presidentes da Câmara de Caminha, atual e anterior, e o agora deputado Tiago Brandão Rodrigues, que lançou, com a Câmara, todo o projeto enquanto Ministro da Educação, e que hoje também marcou presença.  

Fernando Rebelo mostrou-se particularmente satisfeito por finalmente se concretizar uma promessa, que no passado também foi feita, mas nunca cumprida. A Academia, lembrou, tem 34 anos e quando assumiu a direção, em 2014, contava 345 alunos, número que hoje subiu para os 3000. Muitos alunos seguiram para o Ensino Superior, e alguns regressaram à AMFF como professores, como é o caso do grupo que encerrou a sessão, com uma magnífica interpretação instrumental e de canto. 

A Professora Maria Esteves considerou que hoje se encerrou um ciclo de grandes investimentos, nomeadamente a requalificação da Escola Secundária de Caminha e agora a ampliação da Escola Básica e Secundária e Espaços de Integração para o Ensino Articulado de Vila Praia de Âncora, sublinhando que esta foi uma decisão arrojada.           

Rui Lages, por sua vez, congratulou-se pelo dia de grande alegria que hoje se vive, com a celebração da Escola como símbolo de valores. ensinamento, aprendizagem, partilha, cidadania e inclusão. Esta é uma escola que valoriza talentos, disse, enaltecendo a Escola Pública como grande aposta da Câmara, uma aposta que se tem concretizado, nos últimos anos, com equipamentos novos, mas também melhoria de muitos outros, por todo o concelho, como ficou aliás patente num pequeno vídeo apresentado na primeira parte da sessão.    

Uma aposta que não se fica pelas estruturas, mas que é de facto uma escola a tempo inteiro, aposta também nos transportes (gratuitos até ao Secundário) refeições, programas variados de desporto, saúde e tempos livres. 

O Presidente da Câmara fez também vários agradecimentos, desde logo à Vereadora da Educação e ao anterior Presidente da Câmara, a Tiago Brandão Rodrigues, à Professora Maria Esteves, aos funcionários da Câmara que pensaram e acompanharam a execução do projeto hoje inaugurado, aos que trabalham nas escolas, sublinhando que a Escola é a casa do saber, da cultura e da cidadania.

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal