FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Regional

12 Jan 2023

Iniciativa “Ler Cinema” com Válter Hugo Mãe em Paredes de Coura

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
O Ler Cinema está de volta esta quinta-feira para a primeira sessão do ano, desta vez com a presença do escritor Válter Hugo Mãe, que vai ler o filme ‘Manhã submersa’, dirigido em 1980 por Lauro António. Antes da projeção desta ‘longa’, o Ler Cinema também traz a curta-metragem ‘O nosso reino’, assinada por Luís Costa.

Recorde-se que o Ler Cinema é uma iniciativa promovida pelo Município de Paredes de Coura com curadoria de Paulo Pinto, e que mensalmente procura trazer ao Centro Cultural nomes da música, literatura, artes plásticas, política e cultura para falar sobre os filmes que os marcaram.

Assim, este encontro mensal com a presença do cinema e da palavra, contará com a projeção de ‘O nosso reino’ e ‘Manhã submersa’.

O NOSSO REINO:

Sinopse

Numa aldeia onde o espaço e o tempo se esgotam, uma criança habita o vórtice da morte que freme.

Realizador: Luís Costa

Produtor: Rodrigo Areias, Bando à parte

Argumento: Luís Costa

Fotografia: Miguel da Santa, Tiago Carvalho

Montagem: André Guiomar, Ricardo Freitas

Música: João Pedro Silva, Rolando Babo

Som: Pedro Marinho

Atores Principais: Afonso Lobo, António Júlio Duarte

Duração: 15 min

MANHÃ SUBMERSA:

Sinopse

Anos 40. A experiência desencantada de um jovem seminarista, vindo da aldeia e de modestas origens, sob a proteção de uma senhora austera que, assim, se propõe arrancá-lo a um ambiente de miséria e ignorância. Sem vocação, António cederá à subtil prepotência de D. Estefânia, sacrificando-se pela promoção social da família.

Adaptação do romance de Vergílio Ferreira, “Manhã Submersa” o filme realizado por Lauro António descreve o despertar para a vida de uma criança, entre a austeridade da casa senhorial de D. Estefânia, a neve e a sensualidade da sua aldeia natal e o silêncio das paredes do seminário. Um jovem seminarista de doze anos, António Lopes, é pressionado a frequentar o seminário. O filme desenrola-se depois ao redor das vivência e sentimentos que o jovem seminarista vai experimentando. Naquele ambiente negro, triste, ríspido e severo do seminário, o jovem descobre-se e descobre o mundo que o rodeia: a repressão na educação, a pobreza da sua terra, as desigualdades sociais, o desejo do seu corpo em formação, a camaradagem, a amizade, o amor. É uma obra poderosa oscilando entre a luz e as sombras, uma luta entre o corpo e o espírito em que o corpo acaba por ser mutilado em nome da libertação do espírito.

Realizador: Lauro António

Produtor: Lauro António

Actor(es): Eunice Muñoz, Vergílio Ferreira, Canto e Castro

Editor: Academia Portuguesa de Cinema

Duração: 127 Minutos

Entrada 3,5€

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal