FECHAR
Logo
Capa
A TOCAR Nome da música AUTOR

Regional

18 Jan 2023

Turismo do Porto e Norte quer ter 5 caminhos de Santiago certificados até final do ano

Pedro Xavier

Acessibilidade

T+

T-

Contraste Contraste
Ouvir
O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal apontou o final do ano como meta para a certificação de cinco caminhos portugueses para Santiago de Compostela, Galiza, que em 2022 foram percorridos por 93 mil peregrinos.

Luís Pedro Martins, que falava aos jornalistas na sede da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), em Viana do Castelo, no final da assinatura do projeto cultural Caminho da Arte, referiu que, daqueles cinco, dois já estão certificados – o Caminho Português do Interior e o Caminho Português da Costa.

“Em fase final de certificação está o Caminho Português de Santiago Central-Caminho Primitivo. Esperamos anunciar em breve essa certificação. Temos outros dois – o Caminho Minhoto Ribeiro e Caminho Português Torres. Já temos muito trabalho feito para levar à certificação e gostaríamos de ter os cinco caminhos certificados até final de 2023. Vamos tentar”, afirmou.

De acordo com informação que consta da página oficial da Associação do Caminho Minhoto Ribeiro na Internet, aquele percurso “é um dos caminhos mais antigos, que liga o norte de Portugal à cidade do apóstolo Santiago”.

Segue “na maior parte da sua rota através daqueles caminhos, calçadas romanas e caminhos medievais”.

Este caminho “entronca com o território nacional no lugar de Cevide, freguesia de Cristóval, concelho de Melgaço, uma das mais antigas fronteiras terrestres”.

Já O Caminho de Torres liga a cidade de Salamanca a Santiago de Compostela e passa em grande parte pelo interior de Portugal. Trata-se de um percurso com quase 600 quilómetros.

O presidente da TPNP referiu que o objetivo é ter “pelo menos os cinco caminhos mais históricos certificados”.

“Neste momento, somos a região que tem mais caminhos certificados, apesar de não termos sido os primeiros. O processo de certificação começou no Alentejo, com o Caminho do Interior, mas [a região do] Porto e Norte rapidamente passou a ter dois caminhos certificados”, disse.

O responsável referiu que a certificação “significa garantir a segurança no caminho, sinalética e limpeza dos caminhos”.

Questionado sobre a certificação do Caminho da Geira, disse estar “em fase embrionária”, mas assegurou “já ter sido iniciado o trabalho com as autarquias”.

O Caminho da Geira, um dos mais antigos, começa em Braga com destino a Santiago de Compostela, com um percurso de cerca de 240 quilómetros.

O último caminho a ser certificado foi o da Costa, em fevereiro de 2022. O percurso tem 138 quilómetros de extensão e atravessa os concelhos do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença, e é o primeiro que a TPNP candidatou à comissão de certificação, após a assinatura em 2021 do memorando de entendimento com 10 autarquias da região.

Os Caminhos de Santiago são uma rota milenar seguida por milhões de peregrinos desde o início do século IX, quando foi descoberto o sepulcro do apóstolo Santiago.

Últimas Noticias

Últimos Podcasts

online casino Portugal